Entrada de dólares supera em US$ 1,610 bi a saída em janeiro

Dados foram divulgados nesta segunda-feira pelo BC e mostram confiança do investidor.

:: Da redação5 de fevereiro de 2014 19:42

Entrada de dólares supera em US$ 1,610 bi a saída em janeiro

:: Da redação5 de fevereiro de 2014

O fluxo cambial – que aponta a diferença entre entrada e saída de moeda estrangeira do País – foi positivo em janeiro. O ingresso superou aos pagamentos em US$ 1,610 bilhão. O resultado foi impulsionado pelo superávit da conta comercial, de US$ 1,591 bilhão no mês passado. A conta financeira, por sua vez, teve entrada líquida de US$ 19 milhões, segundo dados divulgados pelo Banco Central (BC).

O fluxo cambial brasileiro possui duas contas: a comercial, na qual são fechados os contratos de câmbio para operações de exportação e importação, e a conta financeira – que inclui as demais operações, como os investimentos estrangeiros diretos e os recursos para aplicações financeiras, além das remessas de lucros e dividendos e empréstimos tomados no exterior, entre outros.

A nota da autoridade monetária mostra que a entrada de divisas registrada em janeiro aconteceu principalmente pela conta comercial – pela qual ingressaram US$ 1,59 bilhão no País. Segundo economistas, os exportadores podem ter aproveitado a alta do dólar para internalizar os valores no país e, com isso, receber mais pelas vendas externas. Pela conta financeira, entraram US$ 19 milhões no primeiro mês deste ano, informou o BC.

O resultado foi impulsionado pelo crescimento das linhas de pagamento antecipado, que cresceram 3,13% em relação ao mesmo período do ano passado e somaram US$ 6,333 bilhões. Muitas empresas utilizam essas linhas para trazer recursos das captações externas.

Outro fato que contribuiu com a melhora do fluxo da conta comercial foi a colheita antecipada da soja, que levou alguns produtores a começar a fechar o câmbio para a exportação mais cedo que o previsto.

Na semana passada, o fluxo cambial ficou positivo em US$ 608 milhões, resultado de uma entrada líquida de US$ 286 milhões na conta financeira e de uma entrada líquida de US$ 322 milhões na conta comercial.

Com informações das agências de notícias

Leia mais:

Dilma em Davos repercute positivamente entre investidores

Brasil recebeu, na semana passada, forte fluxo de capitais


Leia também