Ex-assessores de Agnelo falam à CPMI nesta quinta-feira

:: Da redação27 de junho de 2012 20:48

Ex-assessores de Agnelo falam à CPMI nesta quinta-feira

:: Da redação27 de junho de 2012

Três antigos assessores do governo do Distrito Federal foram convocados para comparecer à Comissão Parlamentar Mista de Inquérito que investiga as relações do contraventor Carlos Augusto Ramos – o Carlinhos Cachoeira nesta quinta-feira (28/06), às 10h15. Pelo menos um deles não deve falar. O ex-chefe de gabinete do governador Agnelo Queiroz (PT) conseguiu uma liminar com pedido de habeas corpus no Supremo Tribunal Federal (STF) na última sexta-feira (22/06)

 Monteiro  foi citado em escutas telefônicas como possível facilitador do esquema de Cachoeira no governo do DF. À CPI, Agnelo afirmou não ter conhecimento sobre qualquer proximidade de Monteiro com Cachoeira e defendeu seu ex-subordinado.

Também conhecido como Marcelão, Marcello de Oliveira Lopes é ex-assessor da Casa Militar do DF. Segundo a Polícia, estaria envolvido na tentativa de conseguir a nomeação de um aliado de Cachoeira no Serviço de Limpeza Urbana (SLU) da capital. Segundo Agnelo relatou à CPI, logo depois que se tornaram públicas as denúncias, Marcelão foi afastado.

O terceiro depoente é João Carlos Feitoza, que foi subsecretário de Esportes do Distrito Federal. Também conhecido como Zunga, ele é suspeito de receber dinheiro do grupo de Cachoeira.

Com informações das agências de notícias

Leia também