Exportações brasileiras para mundo árabe aumentam 300%

:: Da redação11 de novembro de 2013 19:00

Exportações brasileiras para mundo árabe aumentam 300%

:: Da redação11 de novembro de 2013

Dez anos após primeira viagem de Lula, o saldo comercial é positivo para o Brasil

Presidente Lula em reunião de trabalho com
o presidente dos Emirados Árabes, xeque
Zayed bin Sultan Nahyan (Abu Dhabi, Emirados
Árabes, 07/12/2003/PR)

Em dezembro de 2003, o então presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez uma viagem histórica ao Oriente Médio e países árabes, com escalas na Síria, no Líbano, nos Emirados Árabes, no Egito e na Líbia. Primeiro chefe de governo brasileiro a visitar a região desde o imperador D. Pedro II, Lula tinha como objetivo estreitar as relações do Brasil com esses países.

Hoje, os resultados impressionantes dessa primeira viagem refletem num aumento de 300% da corrente comercial entre o Brasil e Oriente Médio, e revelam como uma viagem e vontade política puderam superar décadas de oportunidades perdidas enquanto o Brasil concentrava suas relações comerciais com poucos parceiros.

Desde 2002, o Brasil aumentou expressivamente suas relações comerciais com todos os blocos do globo (veja infográfico). O governo Lula marcou uma mudança de prioridade na política externa brasileira e trabalhou para ampliar as relações entre o Brasil e países de todas as regiões do planeta, diminuindo a dependência em relação ao desempenho da Europa e dos Estados Unidos. Esse multilateralismo foi fundamental para que o país pudesse enfrentar a crise internacional com menos sobressaltos.

No caso do Oriente Médio, os números são especialmente impressionantes. As exportações brasileiras para a região em 2010 foram de US$ 10,5 bilhões, o equivalente a mais de 450% dos US$ 2,3 bi anotados em 2002. Os valores se repetem com as importações, que em 2010 representavam 335% do valor registrado em 2002. A corrente comercial total, passou de US$ 3,76 para US$ 15,2, valor 300% maior. A economia mais dinâmica entre as regiões resultou num aumento expressivo do saldo comercial. Se em 2002 o Brasil já possuía um saldo favorável importante de US$ 900 bilhões, em 2010, esse valor sextuplicou, para US$ 5,84 bilhões.

Esses números se encaixam em um contexto de aumento sólido das trocas comerciais do Brasil com o mundo. Em valores absolutos, o Brasil exportou quase US$ 60,5 bilhões em 2002 e importou US$ $7,3 bi. No ano passado, esses números aumentaram para US$ 242,6 bi de exportações e US$ 223,1 bi de importações. Esses resultados ajudaram a colocar o Brasil em outra escala de importância no cenário internacional, e consolidaram nosso país como um país mais forte e respeitado.

Mesmo levando em conta os números relativos, a aproximação com o Oriente Médio teve resultados importantes em comparação com outras regiões do globo. Segundo uma tabela levantada pelo jornalista Fernando Rodrigues em seu blog e levando em conta apenas os 5 países visitados naquela primeira viagem de Lula ao Oriente Médio, as exportações brasileiras ao Oriente Médio passaram de 2% para 2,7% do total, um aumento de 35% no período.

exportaes

Instituto Lula 

Leia também