Dia Internacional da Verdade

Fátima: “É preciso defender quem luta pelos direitos humanos”

"Hoje são milhões de brasileiros que reproduzem a luta dela [Marielle] nas ruas e nas redes sociais", afirma a senadora
:: Assessoria da senadora Fátima Bezerra23 de março de 2018 10:30

Fátima: “É preciso defender quem luta pelos direitos humanos”

:: Assessoria da senadora Fátima Bezerra23 de março de 2018

Durante a sessão solene da Câmara dos Deputados que homenageou o Dia Internacional do Direito à Verdade, celebrado no próximo dia 24 de março em todo os países, a senadora Fátima Bezerra (PT-RN) afirmou que o Brasil não tem dúvida de que a vereadora do Rio de Janeiro Marielle Franco (PSOL) foi vítima de um brutal assassinato político.

“Passamos por essa data com muita tristeza e indignação no nosso peito, em decorrência da execução da vereadora Marielle Franco e de seu motorista Anderson Gomes. Ela foi uma mulher que ousou desafiar este sistema político, ao representar os interesses dos pobres, dos negros, dos moradores da favela, enfim dos excluídos da sociedade”, disse.

Fátima ainda repudiou as mentiras que atentam contra a memória de Marielle. “ Essas manifestações são caluniosas, fruto de um processo fascista, de setores e de representantes conservadores de instituições do Estado, que vivem de propagar notícias falsas. Aliás, foi esse processo fascista que foi responsável pelo impeachment fraudulento da primeira mulher eleita no país, Dilma Rousseff”, salientou.

Confira a íntegra da matéria

Leia também