Legado petista

Festa da água no Sertão: Lula e Dilma inauguram a transposição do São Francisco

Depois de visitar o canal da transposição e a estação de bombeamento, Lula, Dilma e as demais lideranças políticas participarão de um ato político e festivo na Avenida Central, em Monteiro
:: Cyntia Campos16 de março de 2017 18:33

Festa da água no Sertão: Lula e Dilma inauguram a transposição do São Francisco

:: Cyntia Campos16 de março de 2017

Neste domingo (19), o povo do Sertão tem encontro marcado com Lula e Dilma para celebrar a conquista de um sonho histórico. A Transposição do Rio Francisco — projeto de levar água ao Semiárido acalentado desde o Império — virou realidade, graças aos governos do PT. Apesar da tentativa do atual presidente de se apropriar da obra de seus antecessores, a população beneficiada vai fazer, com quem de direito, a verdadeira inauguração do sistema, no município de Monteiro (PB).

A festa da água está sendo organizada pelos movimentos sociais da Paraíba e será uma confraternização da população local com Lula e Dilma, os presidentes que garantiram as obras da Transposição do Rio São Francisco. Os dois ex-governantes têm chegada a Monteiro prevista para o início da tarde.

“Os senadores do PT comparecerão em peso. Vamos participar da inauguração popular das obras executadas por nossos governos”, anunciou a Líder da Bancada, Gleisi Hoffmann (PR), que estará em Monteiro com os nordestinos Fátima Bezerra (RN), Humberto Costa (PE), José Pimentel (CE) e Regina Sousa (PI) e também Lindbergh Farias (RJ) e Paulo Rocha (PA). “Vamos lá, sertanejos, dar um abraço em Lula e Dilma neste dia de festa para o Nordeste!”, convoca Humberto, líder da Oposição no Senado Federal.

A senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) também já confirmou presença, assim como o presidente nacional do PT, Rui Falcão, o presidente Nacional da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Wagner Monteiro, e o ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad.

A Bancada do PT no Senado também participa da inauguração popular das obras executadas nos governos Lula e Dilma

Gleisi Hoffmann

Em Monteiro fica a última estação de bombeamento do Eixo Leste da Transposição, ponto em que as águas do Rio São Francisco —captadas na altura do município de Floresta (PE), a 217 km de distância—são bombeadas para o leito do Rio Paraíba.

Depois de visitar o canal da transposição e a estação de bombeamento, Lula, Dilma e as demais lideranças políticas participarão de um ato político e festivo na Avenida Central, em Monteiro.

Vamos lá, sertanejos, dar um abraço em Lula e Dilma neste dia de festa para o Nordeste!

Humberto Costa

A Transposição do Rio São Francisco é um sonho antigo do povo do Sertão Nordestino. A ideia de levar a água do Velho Chico a áreas distantes de seu leito nasceu no Império, em 1847 quando ainda não havia recursos de engenharia para sua efetivação. Mesmo com os avanços tecnológicos, o País teve que esperar 170 anos para ver essa aspiração virar realidade, a partir da vontade política dos governos Lula e Dilma.

Foram os dois governantes petistas que empenharam 92,40% dos recursos e pagaram 87,50% da execução do projeto de integração do São Francisco, antes do Golpe de 2016. Apesar disso, o atual ocupante do Palácio do Planalto não se constrangeu em “inaugurar” a obra e levar seus aliados para faturarem politicamente os resultados do esforço alheio. Foi vaiado e teve que ouvir o coro de milhares de vozes cantando “Fora Temer” e “Olê, olê, olá, Lula, Lula”.

A festa deste domingo, em Monteiro, vai recolocar os pingos nos ii.

Faça um passeio virtual pelos canais da Transposição do Rio São Francisco:

Reprodução autorizada mediante citação do site PT no Senado

Leia também