desmonte na saúde

Fim dos exames de HIV e hepatite C é mais um crime contra os brasileiros

Governo suspendeu exames de HIV e de hepatite C. Medida foi tomada um dia após as solenidades do Dia Mundial da Luta Contra a Aids
:: Assessoria do senador Humberto Costa9 de dezembro de 2020 08:29

Fim dos exames de HIV e hepatite C é mais um crime contra os brasileiros

:: Assessoria do senador Humberto Costa9 de dezembro de 2020

Ex-ministro da Saúde no governo do presidente Lula, o senador Humberto Costa (PT-PE) criticou duramente a suspensão de todos os exames de genotipagem de HIV e de hepatite C, procedimentos considerados fundamentais para pessoas que vivem com os vírus. O governo Bolsonaro tomou a medida um dia após as solenidades de comemoração do Dia Mundial da Luta Contra a Aids.

Os exames são de extrema importância para determinar a combinação de medicamentos que será administrada aos pacientes. Segundo Humberto, a medida é mais uma ação do governo na sua cruzada pelo desmonte do Sistema Único de Saúde (SUS).

“Há um trabalho sistemático de esvaziamento do SUS. Essa medida é cruel e criminosa porque coloca em risco a vida de milhões de pessoas que dependem desses exames para nortear seus tratamentos”, disse o senador Humberto Costa.

O senador afirmou que é inaceitável que haja a suspensão. “Nós já estamos recorrendo às instâncias competentes para impedir mais esse atentado à saúde pública”, disse.

Humberto levou o caso ao Ministério Público junto ao Tribunal de Contas da União (TCU) para que investigue eventual improbidade administrativa cometida pelo governo com a medida, tendo em conta que ela demonstra “de forma inequívoca uma total falta de planejamento na execução da política pública de saúde”.

Confira a íntegra da matéria

Leia também