Gleisi: campanhas não podem se basear em “hipocrisia e ingratidão”

:: Da redação5 de fevereiro de 2014 18:53

Gleisi: campanhas não podem se basear em “hipocrisia e ingratidão”

:: Da redação5 de fevereiro de 2014

 

Gleisi rebate com firmeza críticas
disparadas por Eduardo Campos
(Agência Senado) 

 

Em seu primeiro momento em plenário como senadora depois de deixar a Casa Civil, a ex-ministra Gleisi Hoffmann (PT-PR), aproveitando um aparte, rechaçou com elegância as críticas disparadas novamente pelo candidato do PSB à Presidência da República, Eduardo Campos.

“É legítimo e democrático que uma pessoa pleiteie ser candidato, mas é lamentável que essa candidatura se ampare em hipocrisia e ingratidão”, disparou. Afiada, lembrou que no Paraná, o PSB aliou-se ao PSDB e ao DEM, em Pernambuco, “distribui cargos para formar apoio político” e em algumas unidades da federação, chega a aceitar o apoio do PT.

A reação de Gleisi foi motivada pelas declarações do governador de Pernambuco que, nesta semana, lançou sua plataforma política referindo-se aos governos petistas como “adeptos da velha política”. Acostumada a receber Campos no Palácio do Planalto, inclusive como aliado, Gleisi lembrou ainda que ele participou do governo do PT, durante a gestão do ex-presidente Lula, quando assumiu o Ministério da Ciência e Tecnologia.

“Onde, então, está a novidade política tão alardeada?”, questionou a senadora que, com dados ainda armazenados na memória, lembrou que Pernambuco foi um dos estados que recebeu maior atenção do Governo Federal. “Como explicar, então, os baixos níveis de desenvolvimento social na região?”, indagou.

Gleisi Hoffmann ainda recordou o empenho do ex-presidente Lula em dar sustentação a Campos, chegando inclusive a participar de campanhas ao seu lado. “Grande parte do sucesso político dele (Campos) tem relação com o apoio recebido de Lula”, garantiu.

Na próxima semana, a senadora prometeu que fará um balanço detalhado de sua gestão à frente da Casa Civil e que destrinchará números e montantes de repasses às unidades federativas e investimentos.

Giselle Chassot

Leia mais:

Na volta ao Senado, Gleisi agradece Dilma pela experiência

Dilma diz que metas devem ser cumpridas até o fim do ano

Nova pesquisa eleitoral mantém presidenta Dilma na dianteira


Leia também