Golpistas manobram para garantir afastamento de Dilma, denuncia Gleisi

:: Da redação1 de agosto de 2016 19:38

Golpistas manobram para garantir afastamento de Dilma, denuncia Gleisi

:: Da redação1 de agosto de 2016

Gleisi: Fofocas e manipulação de dados de pesquisa são algumas das armas sujas usadas para justificar impeachmentA senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) não foge das palavras: o que se está armando contra o governo Dilma Rousseff é golpe sim. E os golpistas estão tão temerosos quanto aos resultados da votação final do processo que não se furtam a plantar manchetes em jornais que consideram parceiros. Nesse domingo (31), O Globo publicou, sem qualquer fonte, ou declaração em on, que os senadores petistas teriam desistido de lutar pela presidenta. “Como O Globo se baseia em informações em off para dizer o que estamos pensando? Sabem eles o que estamos fazendo aqui no Congresso? Eles sabem o que conversamos com os senadores? As falas que fazemos? As articulações? ”, questionou a senadora, em pronunciamento de quase uma hora ao plenário do Senado Federal. 

Garantindo que o PT não vai permitir que fatos como esse tragam desânimo e enfraquecimento à resistência dos parlamentares que estão lutando e da militância que está na rua, Gleisi lembrou que, embora poucos na comissão do impeachment, “no plenário seremos mais e vamos resistir e enfrentar e convencer colegas de boa-fé a votar contra esse impeachment”. 

A senadora também questionou os argumentos para a denúncia contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. “Depois de quarenta anos de vida pública, ele ser denunciado por obstrução da Justiça, com base em declarações de quem estava agindo por vingança é chocante”, resumiu. 

Confira abaixo, os melhores momentos do discurso: 

É golpe, sim
Ruptura democrática sofisticada, promovida por segmentos importantes da sociedade para retirar do poder e, se possível, da política um partido que venceu as quatro últimas eleições presidenciais e uma presidenta eleita com 54 milhões de votos. É um golpe. Um golpe parlamentarista. É esse o papel que lhes reservará a História. 

Lula réu

Denunciado por obstrução da Justiça. Um juiz de primeira instância, de Brasília, aceitou a denúncia do Ministério Público. Acusação se baseia nas acusações de Delcídio do Amaral. Todos sabemos que Delcídio fez aquela delação como vingança, mas foi nisso que o Ministério Público se baseou para fazer a denúncia. É chocante transformar o presidente Lula em réu baseado na denúncia de um delator que estava disposto a tudo. Foram necessários 40 anos para que Lula se tornasse réu. 

Agosto

Esse não será um mês fácil para nós que defendemos a democracia. Todas as delações que estão se desenhando devem se desenvolver agora em agosto. E envolvem muita gente. Mas vocês têm alguma dúvida de quem vai ser colocado primeiro na berlinda e na trincheira? Com certeza o PT. Por quê?  Porque em agosto o Senado estará discutindo o impeachment da presidenta Dilma e no dia 29 o plenário vai votar esse processo. E eu espero que o Senado tenha decência, tenha vergonha, e realmente não condene uma presidenta com ausência de crime. 

Paulo Bernardo

Hoje pela manhã o Ministério Público de São Paulo apresentou denúncia contra Paulo Bernardo. Eu já esperava isso. Depois daquela prisão absurda que fere todos os princípios do Direito. E sabe o que o Ministério Público disse? Que ele era o mentor de tudo e que eles tinham um email que comprova. Mostre o email, coloca o email para ser visto. Acusam de ter desviado R$ 7 milhões. Onde está esse dinheiro? Faço um desafio aqui a esse procurador, ao juiz, que mostrem onde está o dinheiro. Não tem um centavo. Meu patrimônio não chega a esse montante e é absolutamente compatível com o que eu ganho. Eles deviam é se candidatar, se colocar na arena política. Mas isso eles não fazem, porque não têm coragem. Porque é muito fácil ter estabilidade e falar o que quer. 

Pesquisa e fraude

Até a fraude estatística foi usada para ludibriar a população brasileira e fazer crer que a maioria da população quer a manutenção de Michel Temer no poder, quando na verdade a maioria quer novas eleições. Foi vergonhoso o papel do Datafolha e da Folha de São Paulo de dizer que estava correto quando omitiu uma resposta e colocou uma informação que não correspondia à realidade dos fatos. Isso veio a ser demonstrado por uma outra pesquisa, do Instituto Ipsos, publicada pelo Valor Econômico que mostra a verdade: que a maioria queria eleição direta. Aliás, se nós pegarmos a pesquisa, veremos que 20% da população quer que a Dilma volte e 52% quer eleição direta. Então, temos 72% contra esse impeachment. É essa a leitura que eu faço. E qual é o medo de chamar eleição direta? Qual o medo de fazer um plebiscito para que a soberania popular decida? Quem tem medo, o Temer? 

Julgamento político

A pérola do Michel Temer foi uma entrevista dizendo que a votação do impeachment vai ser eminentemente política, que será uma avaliação do governo Dilma contra o dele. Ele tem que disputar uma eleição para ser avaliado. Quem ele pensa que é? Não é contra ele, não. Aqui é uma avaliação da democracia. Se o Senado não considerar a base jurídica desse impeachment vai ser um golpe contra a democracia. Vai ser um Senado golpista e vai ficar na História como golpista, porque vai abrir a porteira para que qualquer presidente, qualquer governador, qualquer prefeito seja impedido se tiver uma maioria eventual do Parlamento. 

Reforma ilegítima

Querer fazer uma das maiores reformas que este País já viu, mexendo inclusive na Constituição de 88, sem passar pelas urnas – porque não adianta dizer que foi eleito junto com a presidenta, porque o programa que ele está defendendo não tem a legitimidade do voto, porque não foi esse programa o votado em outubro. Ele não pode como constitucionalista que é, ou que diz ser, dizer que não precisa de fato jurídico. Estão preparando as pessoas para que esse golpe, suave, branco, se dê. 

Não houve crime

Com que cara este Senado da República, os senadores, vão votar a favor de um processo de impeachment quando o Ministério Público que tem a prerrogativa de dizer o que é crime disse que não é e mandou arquivar (o processo). Com que cara, com que moral? Eu gostaria de saber. Porque vai ter que se explicar muito para a História. 

Irresponsabilidade e Fo-Fo-Ca

Veja o ponto a que chega a irresponsabilidade desse governo com o apoio da mídia golpista. O jornal O Globo faz ontem uma manchete dizendo que o PT desistiu de lutar pelo impeachment e está dando como certo que a presidenta será afastada. E sabe o que eles usam para justificar essa manchete? Fo-fo-ca. Não tem uma fala, uma conversa em on, alguém que mostre a cara, que diga isso, que fale pelo PT. Não tem um senador, um deputado, um dirigente. E fazem uma manchete na maior irresponsabilidade jornalística que se pode ter, num momento tão importante para esse País. Quer ajudar tanto assim o golpe que chega a se colocar nessa situação?… Fazer uma manchete dizendo que o PT largou a toalha? Como largou a toalha?  Ontem nós tivemos manifestações em todo o País. E como a maioria das movimentações foram contrárias ao afastamento, não tivemos cobertura ao vivo e comparando. As pessoas estão vendo. Tem consciência crítica. Como o Globo se baseia em informações em off para dizer o que estamos pensando? Sabem eles o que estamos fazendo aqui no Congresso? Eles sabem o que conversamos com os senadores? As falas que fazemos? As articulações? Ora, plantar no jornal uma manchete dessas só serve para demonstrar que esse governo e seus parceiros midiáticos estão temerosos com o resultado dessa votação do impeachment e querem criar desde já um resultado pró-Temer. Nós não vamos aceitar isso. Nem permitir que fatos como esse tragam desânimo e enfraquecimento à resistência que nós estamos fazendo aqui. Podemos ser poucos senadores lá na comissão. Mas aqui no plenário seremos mais e vamos resistir e enfrentar e convencer colegas de boa-fé a votar contra esse impeachment. 

Assista aos melhores momentos do discurso 

 

Leia também