Governo golpista é assim: “recria e alimenta os velhos coronéis”,diz Humberto

:: Marcello Antunes18 de agosto de 2016 19:43

Governo golpista é assim: “recria e alimenta os velhos coronéis”,diz Humberto

:: Marcello Antunes18 de agosto de 2016

Humberto: O governo golpista só tem compromisso com as regiões ricas do País”Os velhos coronéis — que por décadas subjugaram brasileiros e brasileiras, dominando as regiões de seca e tornando-as seus currais eleitorais — são aberrações que entraram em extinção a partir dos governos do PT. Infelizmente, eles estão de volta à cena política, pelas mãos do presidente interino Michel Temer.

O retrocesso é fruto da medida provisória editada por Temer retirando dos governadores nordestinos, numa só canetada, o controle sobre a execução de obras destinadas ao combate e ao convívio com a seca. “Os gestores estaduais perderam, por um golpe do Palácio do Planalto, o direito de comandar as ações de enfrentamento aos efeitos da estiagem dentro de seus próprios estados”, denuncia Humberto Costa (PE), líder do PT no Senado.

 

Temer usurpou essa prerrogativa dos governadores ao transferir para o Departamento Nacional de Obras contra as Secas (Dnocs), que sempre foi um órgão de apaniguados do PMDB, a responsabilidade para a realização das obras. Aos governadores caberá assistir, sem opinar ou indicar prioridades. “Com a justa ressalva ao valoroso corpo de servidores do Dnocs, que conheço e sei do compromisso com o trabalho duro que desempenham em áreas de condições absolutamente inóspitas”, afirmou o líder em discurso na tarde desta quinta-feira (18).

 

Na prática, o golpe nos governadores faz com que velhos caciques voltem a dividir o Nordeste em currais eleitorais, tocando obras que eles nunca terminam pelo tanto de dinheiro que desviam. “É a política do voto de cabresto ressuscitada por esse presidente golpista. É uma atitude tão escancaradamente má que o general Adriano Pereira Júnior, que comandava a Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil desde 2013 e foi responsável pelo convênio firmado com os governadores, pediu demissão do cargo. Foi embora por não concordar com essa exploração da pobreza em proveito eleitoral”, denunciou.

 

A surdina também é uma marca registrada do governo golpista e a visão tosca do Nordeste comprova o total descompromisso com uma região onde milhões de brasileiros foram emancipados pelos governos do PT. “O governo golpista só tem compromisso com as regiões ricas do País. Para o norte e nordeste, não tem nenhuma responsabilidade social; nenhum respeito ao equilíbrio federado; nenhuma atenção ao crescimento justo do País; nenhuma atenção ao povo mais pobre, que ele enxerga como boi para gerar voto”, salientou.

 

Sobre a solenidade de encerramento das Olimpíadas, Humberto Costa disse que o sucesso de sua realização deve ser creditado ao presidente Lula e à presidenta Dilma. O fato lamentável é a visão tosca do vice-presidente em exercício de não ir ao encerramento, porque as vaias balançaram as pernas. Para não se encontrar com o povo, no próximo domingo, mostra desrespeito com chefes de Estado que estarão lá, em especial o representante do Japão, que irá sediar a próxima Olimpíada. Num gesto simbólico, sempre um chefe de estado transmite o comando para a nação que irá realizar o evento. Temer estará ausente, num ato covarde. Pior do que isso, só a declaração de seu chefe da Casa Civil, que se utilizando de um escárnio reprovável disse que Michel não vai ao Rio porque tem coisa mais importante para fazer.

 

Em seu lugar, a pedido do presidente ilegítimo, vai o presidente da Câmara, Rodrigo Maia. Como disse o jornalista Janio de Freitas, na Folha de S. Paulo, será no domingo a solenidade, dia de folga de Rodrigo Maia nas trapaças para proteger seu aliado Eduardo Cunha, protelando-lhe a cassação na tentativa de salvá-lo”. Cunha é a assombração de Temer.

 

Marcello Antunes