método bolsonarista

Governo segura dinheiro para enfrentamento à Covid-19

“Enquanto a curva de contaminação e de óbitos é ascendente, o Ministério da Saúde, sem ministro, segura o dinheiro dos entes federados e não compra insumos de saúde pra distribuir, nacionalmente. É um escândalo!”, denuncia o líder do PT no Senado
:: Taís Ladeira17 de junho de 2020 12:04

Governo segura dinheiro para enfrentamento à Covid-19

:: Taís Ladeira17 de junho de 2020

O Brasil caminha para 50 mil mortos e 1 milhão de contaminados pela Covid-19, mas 17 bilhões de reais destinados aos estados e municípios estão parados nos cofres do governo federal. Este valor representa 2/3 do valor autorizado para transferências federais aos entes com Sistema Único de Saúde. Já no caso da aquisição direta – compra de respiradores, testes, EPIs -, a execução é de, apenas, 10% do orçamento, ou seja, ainda restam 10 bilhões de reais para serem executados. Os dados foram apurados até esta data, dia 17.

O líder do PT no Senado, Rogério Carvalho (SE), considera um escândalo o que acontece na execução orçamentária para combate à pandemia:  “Enquanto a curva de contaminação e de óbitos é ascendente, o Ministério da Saúde, sem ministro, segura o dinheiro dos entes federados e não compra insumos de saúde pra distribuir, nacionalmente. É um escândalo!”

O Ministério Público Federal abriu inquérito civil público, no início deste mês, para apurar a baixa execução orçamentária dos recursos já liberados para o combate ao novo Coronavírus.

Para Carvalho, esta é a política genocida de Bolsonaro e de Guedes. “Entre abril e maio, as notificações de casos de Covid-19 explodiram e as transferências da União reduziram em cerca de R$ 2 bilhões. Isso representa mais mortes e menos recursos, já autorizados. É uma ação genocida, esta”, afirma o líder do PT no Senado.

Leia também