Governo vai liberar R$ 1,6 bilhão para unidades básicas de saúde

:: Da redação29 de janeiro de 2013 18:21

Governo vai liberar R$ 1,6 bilhão para unidades básicas de saúde

:: Da redação29 de janeiro de 2013

O Governo Federal usará R$ 1,6 bilhão para construção, reforma e ampliação de unidades básicas de saúde. O anúncio foi feito (29) pelo ministro da Saúde, Alexandre Padilha, durante o Encontro Nacional de Novos Prefeitos e Prefeitas. “Queremos levar saúde com qualidade para os bairros onde as pessoas vivem”, disse.

A meta é construir 1.253 unidades, ampliar 5.629 e reformar 4.348 em 2013. Há reserva de R$ 1,2 bilhão para a compra de equipamentos. Em 2012, 5.458 unidades foram ampliadas em 2.256 municípios, chegando a R$ 548 milhões em investimentos. Hoje existem mais de 38 mil unidades básicas de saúde em todo o país.

O ministério anunciou também que, a partir do mês que vem, os municípios poderão aderir ao Programa de Modernização do Atendimento. A inscrição, feita pela internet, possibilita o aumento do valor de custeio das unidades básicas de saúde, de acordo com o desempenho da equipes. “Teremos mais recursos para quem tem bom desempenho”, explicou Padilha.

Outra ação proposta pelo ministério prevê que cada unidade básica de saúde, com pelo menos uma equipe participante do programa de modernização, tenha acesso à internet até 2014. Os investimentos na área devem totalizar R$ 45 milhões. A ideia é possibilitar que cada município possa aprimorar o acompanhamento nas emergências e nos ambulatórios, prestando melhor atendimento ao paciente e controlando os gastos.

Cerca de três mil secretários municipais de saúde participaram hoje (29) da palestra do Ministro da Saúde, Alexandre Padilha, durante o Encontro Nacional com Novos Prefeitos e Prefeitas, em Brasília. O Ministro partiu de Santa Maria / RS, onde assiste aos sobreviventes do incêndio que vitimou 245 pessoas no último domingo, exclusivamente para apresentar aos novos gestores as políticas do Ministério da Saúde (MS) executadas em parceria com os municípios.  

Após a palestra, o Ministro retorna à Santa Maria para continuar acompanhando a situação dos sobreviventes da tragédia do último domingo.

 

Com Agência Brasil

Leia também