Governo zera IOF para máquinas, energia e tecnologia

Ministro Guido Mantega diz que a medida veio para baratear os empréstimos para investimentos. 


:: Da redação2 de abril de 2013 18:39

Governo zera IOF para máquinas, energia e tecnologia

:: Da redação2 de abril de 2013

mantega843

Imposto foi zerado para financiamento
destinado à compra de bens de capital
e sobre recursos para empresas exportadoras

O Governo Federal zerou, nesta terça-feira (02), o Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) para financiamentos destinados à compra, produção e arrendamento mercantil de bens de capital. O tributo também foi reduzido para empresas que busquem capital de giro ou que façam empréstimos para produzir bens de consumo para exportação. A medida foi oficializada pelo decreto 7.975, que reduz a alíquota do imposto, foi publicado hoje no “Diário Oficial”.

Foi também zerado o IOF para financiamentos destinados ao setor de energia elétrica, a estruturas para exportação de granéis líquidos, a projetos de engenharia, à inovação tecnológica, e a projetos de investimento destinados à constituição de capacidade tecnológica e produtiva em setores de alta intensidade de conhecimento e engenharia e projetos de infraestrutura logística direcionados a obras de rodovias e ferrovias objeto de concessão pelo Governo Federal.

De acordo com o ministro da Fazenda, Guido Mantega, a medida veio para baratear os empréstimos para investimentos.  “A retirada do IOF foi para tornar mais competitivo o crédito dos bancos para bens de capital e investimentos, principalmente, naquela modalidade de compulsório. Nós tiramos o IOF para ficar mais barato”, comentou. 

Ainda segundo Mantega, a liberação de parte do compulsório que os bancos são obrigados a manter tornou possível essa mais nova ação do governo para impulsionar os investimentos. “Nós liberamos o compulsório para os bancos com essa finalidade, emprestar para investimentos de longo prazo”.

Com informações do Globo.com e do Ministério da Fazenda

Foto externa: www.compravendaempresasn1.com 

Leia também