relações comerciais

Grupo Parlamentar Brasil-Países Árabes é instalado no Congresso

Iniciativa do senador Jean Paul Prates visa ampliar as relações comerciais entre o Brasil e os 22 países árabes
:: Assessoria do senador Jean Paul Prates6 de março de 2020 10:42

Grupo Parlamentar Brasil-Países Árabes é instalado no Congresso

:: Assessoria do senador Jean Paul Prates6 de março de 2020

O Senado instalou, nessa quinta-feira, 5 de março, o Grupo Parlamentar Brasil-Países Árabes. Foram eleitos o presidente do colegiado, o Senador Jean Paul Prates (PT-RN), e a vice-presidente, a deputada Ângela Amin (PP-SC).

Instituído pela Resolução do Senado Federal nº 37 de 2019, de iniciativa do senador Jean Paul Prates (PT-RN), o grupo é composto por senadores e deputados federais e tem o objetivo de incentivar e desenvolver as relações entre os Poderes Legislativos que representam os povos dessas nações.

Também almeja ampliar as relações comerciais entre o Brasil e os 22 países árabes, buscando sempre uma pauta legislativa comum que desburocratize os negócios, aumente a competitividade brasileira e respeite as tradições comerciais e culturais dos países parceiros.

“O Grupo é mais um instrumento para reconhecer, intensificar e fazer florescer as relações do Brasil com os países árabes”, explica o senador Prates. “Nos próximos meses, vamos criar uma agenda e um calendário intenso de atividades entre o Brasil e os 22 países”, completou.

O Grupo Parlamentar Brasil-Países Árabes é integrado por representantes de diversos partidos (PT, PSDB, MDB, PP, Podemos, Pros, PSD, PDT, PSB, PSC, REDE e CIDADANIA), o que reforça a importância e a pluralidade da iniciativa. O lançamento oficial do grupo ocorrerá no dia 18 de março, no Salão Nobre do Senado.

Para o Decano do Conselho de Embaixadores Árabes no Brasil em Brasília, embaixador Ibrahim Alzeben, o grupo parlamentar será mais um canal de interação entre a população brasileira e árabe. “Queremos pavimentar todos os caminhos para maior cooperação entre os países”, declarou.

Confira a íntegra da matéria

Leia também