Venezuela

Guaidó tenta novo golpe; governo convoca mobilização

Caracas amanheceu sob novo ataque de opositores para tomar o poder
:: Brasil de Fato30 de abril de 2019 17:51

Guaidó tenta novo golpe; governo convoca mobilização

:: Brasil de Fato30 de abril de 2019

Antes das 6h, o deputado Juan Guaidó divulgou em sua conta no Twitter um vídeo em que aparece ao lado de Leopoldo López, condenado à prisão domiciliar por incitação à violência, supostamente liderando um levante militar na Base Aérea de La Carlota, em Caracas. Guaidó aparecia em frente a um pequeno grupo de soldados uniformizados, convocando simpatizantes e a “família militar” a “tomar definitivamente as ruas da Venezuela” e iniciar a “parte final da Operação Liberdade”.

O chefe do Ministério da Defesa, Vladimir Padrino, respondeu rapidamente, também através do Twitter, informando que a Força Armada Nacional Bolivariana “se mantém firme na defesa da Constituição Nacional e suas autoridades legítimas”. Padrino assegurou que todas as unidades militares do país se encontram controladas.

O ministro de Comunicação, Jorge Rodríguez, informou que as forças do governo estavam enfrentando e desativando “um reduzido grupo de militares” que se posicionaram na distribuidora Altamira – um viaduto que se caracterizou por ser um ponto de concentração de opositores nos últimos anos. Circulam na internet imagens da força nacional atirando bombas de gás lacrimogênio para dispersar as guarimbas (protestos violentos) opositoras.

O presidente da Assembleia Nacional Constituinte, Diosdado Cabello, em seguida, afirmou em comunicado oficial que a base de La Carlota não havia sido tomada. “São os mesmos golpistas de sempre, nós defenderemos a Constituição e a Revolução”, asseverou.

Confira a íntegra da matéria

Leia também