Humberto defende aprovação da MP do Pronatec

:: Da redação27 de março de 2013 20:08

Humberto defende aprovação da MP do Pronatec

:: Da redação27 de março de 2013
Humberto Costa destacou a importância da
ampliação do Pronatec

O senador Humberto Costa (PT-PE) declarou, nesta quarta-feira (27), apoio à Medida Provisória (MP) 593/2012, que amplia o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec). A iniciativa, em discussão no Congresso Nacional, permite que instituições privadas de ensino superior ofereçam as bolsas de estudos, antes limitadas às redes municipais e estaduais de ensino público e aos serviços nacionais de aprendizagem.

“Precisamos investir fortemente na formação de nossos trabalhadores e trabalhadoras e esta iniciativa é louvável. Isso vai trazer, além de uma produção mais competitiva para o nosso País, melhor qualidade de vida para os brasileiros”, disse Humberto.

O senador, que é membro da comissão mista criada para analisar a MP, informou que o programa já beneficiou mais de 2,5 milhões de brasileiros desde a criação. Até 2014, a meta do Governo Federal é oferecer cursos técnicos e de formação inicial e continuada a oito milhões de pessoas.

Com a MP, o acesso à Bolsa Formação pode ser ampliado a estudantes de escolas particulares com bolsa integral, trabalhadores e beneficiários de programas de transferência de renda, como o Bolsa Família. Hoje, apenas estudantes de ensino médio de escolas públicas têm acesso ao benefício.

“Essas mudanças atendem à nova realidade brasileira. Famílias de renda mais baixa já conseguem, hoje, com esforço, colocar seus filhos em escolas particulares. Por isso, a extensão do Bolsa Formação também permitirá atender a esse grupo com a oferta de ensino técnico e profissionalizante”, elogiou o senador.

Pesquisa
Humberto Costa citou estudo realizado recentemente com profissionais formados pelo Senai. A pesquisa mostra que os trabalhadores de nível técnico conseguem elevar a renda em 24% um ano depois da conclusão dos seus cursos.

Além disso, 72% dos ex-alunos dos cursos técnicos conseguiram trabalho no primeiro ano de formados, com renda média de 2,6 salários mínimos, valor 19% maior do que o recebido por ocupados em outras áreas.

Com informações da Agência Senado

Leia mais:

Curso técnico aumenta em 24% renda dos trabalhadores

MP do Pronatec deve ter relatório apresentado em abril

 

Leia também