Mercosul

Na Argentina, Humberto Costa denuncia autoritarismo no Brasil

Humberto: "vivemos um momento político de muito temor por conta de uma pessoa que tem aversão aos direitos humanos"
:: Assessoria do senador Humberto Costa9 de novembro de 2018 11:48

Na Argentina, Humberto Costa denuncia autoritarismo no Brasil

:: Assessoria do senador Humberto Costa9 de novembro de 2018

Membro da Comissão de Direitos Humanos do Parlasul, grupo de parlamentares do Mercosul, o líder da Oposição ao governo Temer no Senado, Humberto Costa (PT-PE), denunciou, nessa quinta-feira (8), em Buenos Aires, onde se encontra em missão oficial, que o discurso de ódio do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) contra quem pensa diferente dele já está gerando uma serie de violações de direitos humanos no Brasil, principalmente em escolas e universidades.

Para Humberto, as ideias extremistas do capitão reformado atentam contra o Estado democrático de Direito e exigem uma vigilância permanente dos países-membros do Mercosul (Argentina, Brasil, Uruguai, Paraguai, Bolívia e Venezuela).

“Não sabemos o que vai acontecer no Brasil depois da posse de Jair Bolsonaro, um militar que deixou o Exército por ter concepções políticas e sociais muito extremas. Agora, temos certeza de que os direitos humanos não serão respeitados. Vivemos um momento político de muito temor por conta de uma pessoa que tem aversão aos direitos humanos”, declarou Humberto.

Confira a íntegra da matéria

Leia também