Humberto e Padilha acompanham início da Hemobrás

:: Da redação19 de dezembro de 2011 20:42

Humberto e Padilha acompanham início da Hemobrás

:: Da redação19 de dezembro de 2011

A Empresa Brasileira de Hemoderivados e Biotecnologia (Hemobrás) inaugurou nesta segunda-feira (19/12) a primeira etapa de sua fábrica em Goiana, a 63 quilômetros do Recife. Esta fase tem como prédio principal o bloco B-01, que abriga uma câmara fria a -35°C. O edifício, que tem uma altura equivalente a um prédio de seis andares, é destinado à recepção, triagem e armazenamento do plasma, matéria prima dos medicamentos derivados do sangue. A empresa será a maior do tipo na América Latina e uma das três mais importantes do mundo.

A previsão é que o plasma coletado nos hemocentros do país comece a ser estocado na câmara fria a partir de julho de 2012. Até lá, a área estará passando por um processo de acondicionamento para chegar a -35°C, qualificação do maquinário, inspeção da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e validação dos procedimentos industriais.

A fábrica da Hemobrás está orçada em R$ 670 milhões. Quando estiver em plena operação, em 2014, vai produzir albumina, imunoglobulina, fatores de coagulação VIII e IX, complexo protombínico e fator de von Willebrand, medicamentos essenciais a portadores de doenças como hemofilia, câncer, aids, imunodeficiências primárias, entre outras. Hoje, esses medicamentos são fabricados pelo Laboratório Francês de Biotecnologia (LFB) e enviados ao Brasil para distribuição no Sistema Único de Saúde (SUS).

Fonte: publicado no Blog de Humberto Costa, escrito por Micheline Batista, do Diário de Pernambuco.

Foto: Governo de Pernambuco

Leia também