Humberto: Pernambuco omite verbas federais em obras do Estado

:: Da redação2 de abril de 2014 19:30

Humberto: Pernambuco omite verbas federais em obras do Estado

:: Da redação2 de abril de 2014

Senador denuncia que governo do Estado inaugura obras – e omite a participação da União nos investimentos

Humberto: “maratona torta” de inaugurações
revela comportamento “deselegante e injusto”

Para o líder do PT no Senado, Humberto Costa (PT-PE), os investimentos do governo federal em Pernambuco tem sido decisivos para o crescimento e desenvolvimento da região. Os recursos da União têm servido para garantir ao estado um desenvolvimento decisivo e bastante superior à medida do Nordeste e do Brasil, com melhora decisiva para a vida de nossa população, explicou, em pronunciamento ao plenário  nesta quarta-feira (02).

“O presidente Lula e a presidenta Dilma buscaram uma estratégia inteligente para distribuir, de maneira muito justa, as nossas riquezas e fomentar um desenvolvimento em que uma região não fosse mais contemplada em detrimento de outra”, explicou, lembrando que posicionamentos ideológicos e bandeiras partidárias não interferiram na determinação de aplicar maiores recursos onde eram mais necessários.

O líder lamentou, porém, o comportamento “deselegante e injusto” das autoridades locais, segundo ele, “ promovem uma maratona torta de inaugurações e escondem a participação do governo federal nesse esforço pelo desenvolvimento local. Humberto lembrou que a União investiu mais de 100 bilhões de reais em Pernambuco. No entanto, nenhum representante do governo Dilma é sequer informado sobre as inaugurações das obras. “São obras feitas com o dinheiro do povo brasileiro, repassado a Pernambuco pela União, que o governador tem inaugurado como se suas fossem”, protestou Humberto.

Para o senador, o comportamento descortês de Eduardo Campos “não engrandece as relações políticas e, mais que isso, apequena os gestores” E complementou: “A falta de reconhecimento de todos os atores envolvidos para a execução de um empreendimento é uma má-fé, do ponto de vista administrativo, e uma ingratidão, do ponto de vista pessoal”.

Sem aviso
“Hoje mesmo, a agenda do governador dá conta de que ele estará nesta tarde em Vicência, na Mata Norte do Estado, inaugurando a primeira etapa do sistema adutor do Siriji, onde a União investiu 30 milhões de reais para beneficiar a população de sete municípios da região. Mas não houve qualquer comunicação ao Governo Federal”, queixou-se o líder.

 Ele enumerou uma série de inaugurações previstas para os próximos dias, como a inauguração do Museu Cais do Sertão, que custou cerca de 97 milhões de reais. Recordou que a maior parte dos recursos para a obra vieram da União e o projeto nasceu do carinho do ex-presidente Lula com Gonzagão. “Mas, também nesse caso, a memória do governador Eduardo Campos não foi capaz de lhe reavivar o humilde gesto da gratidão pelo apoio federal decisivo à execução dessa grandiosa obra cultural para Pernambuco”

Investimentos federais
Para explicar a atenção dedicada pelos governos petistas ao estado, Humberto destacou programas sociais no estado, como o Brasil sem Miséria, que beneficia mais de um milhão de famílias beneficiadas. “No programa Mais Médicos, o Governo da presidenta Dilma está assegurando que, até o fim deste ano, nós tenhamos atendida a demanda de todos os 529 médicos que foram solicitados pelos municípios do Estado. Fecharemos 2014 garantindo a 2 milhões de pernambucanos o direito à atenção básica de saúde”, citou.

 Ele lembrou que, no que diz respeito aos investimentos federais diretos, existem em Pernambuco quase 3 mil empreendimentos em execução somente pelo PAC 2 e foram aplicados cerca de 100 bilhões de reais nas áreas de transporte, energia, saneamento, mobilidade urbana, habitação, recursos hídricos.

 Também destacou que, em rodovias, ferrovias e portos, são mais de 10 bilhões de reais para recuperação, conclusão e ampliação de capacidade. São obras fundamentais, como a Transnordestina e o Arco Metropolitano do Recife, que darão ao Estado um avanço inestimável na sua infraestrutura;

 “Outros 8 bilhões e meio estão transformando a face do Sertão com a transposição do rio São Francisco, cujos trabalhos estão em ritmo avançado e devem levar, ainda este ano, 100 quilômetros de água pelos dois eixos Leste e Norte. É uma das maiores obras hídricas do mundo, que vai beneficiar 12 milhões de brasileiros”, enfatizou

O líder também citou o Programa Minha Casa, Minha Vida, que já destinou mais de 2 bilhões de reais em financiamento de habitações, dando casa às famílias mais pobres de Pernambuco, retirando muitas delas de áreas de risco e resgatando outras de uma vida em moradias precárias.

Leia também