Humberto: “quadro de pessimismo é desconectado da realidade”

Senador acusa oposição de investir no quanto pior, melhor. “Alguns especialistas preferem apostar num quadro negativo para ganhar mais”.

:: Da redação5 de novembro de 2013 19:29

Humberto: “quadro de pessimismo é desconectado da realidade”

:: Da redação5 de novembro de 2013

Para Humberto, os investimentos sociais incomodam especialmente os que preferem apostar suas fichas na derrocada das propostas dos governos populares

 “Investir no pessimismo só se justifica por
razões fundadas na disputa eleitoral”

A economia brasileira vai bem e o Governo tem a firme condução das contas públicas, da inflação e do crescimento da atividade econômica. “Dizer o contrário e investir no pessimismo só se justifica por razões fundadas na disputa eleitoral”. Assim o senador Humberto Costa (PT-PE) iniciou seu pronunciamento, na tarde dessa terça-feira (5). Ele desmontou, ponto a ponto, as críticas dos que, segundo definiu, insistem na tese do quanto melhor pior.

Dirigindo-se claramente à oposição, disse que “os que tem feito alarde contra o Governo podem desistir, porque as meta de superávit primário para as contas públicas está sendo rigorosamente cumprido, a inflação está dentro da meta e o Produto Interno Bruto (PIB) está em alta”.  

Afirmou ainda que o Governo não se afastou “sequer um milímetro” dos compromissos que assumiu no quesito responsabilidade fiscal e que, ao contrário do que acontecia em governos anteriores, o Brasil hoje não deve ao Fundo Monetário Internacional (FMI). “Ao contrário, nos tornamos credores do Fundo”, recordou.

Ele lembrou ainda que os investimentos do Governo Dilma na área social, traduzidos em programas como o Bolsa Família e o Mais Médicos incomodam especialmente os que preferem apostar suas fichas na derrocada das propostas dos governos populares. “Alguns especialistas preferem apostar num quadro negativo, porque, assim, ganham mais com consultorias, mas, na verdade, o que se vê é que não aumentou o número daqueles que querem ensinar o Governo a fazer o que nunca fizeram”, disse Humberto.

O petista disse ainda que, embora 2013 tenha se mostrado um ano complicado do ponto de vista econômico para os países em desenvolvimento, o Brasil enfrenta a crise com firmeza. “O quadro de pessimismo que (os oposicionistas) estão pintando não se sustenta e é totalmente desconectado da realidade”, garantiu.

Giselle Chassot

Leia mais:

Brasil mantém estabilidade na captação de investimentos

Wellington rebate críticas ao desempenho econômico brasileiro


Leia também