IBGE confirma safra recorde de 185,9 milhões de toneladas

A estimativa de área a ser colhida cresceu 8,4% na comparação com o ano anterior, passando de 48,8 milhões de hectares para 52,9 milhões de hectares.

:: Da redação6 de junho de 2013 15:43

IBGE confirma safra recorde de 185,9 milhões de toneladas

:: Da redação6 de junho de 2013

A produção brasileira de grãos deverá crescer 14,8% em 2013 em relação ao ano passado e alcançar 185,9 milhões de toneladas, contra 161,9 milhões de toneladas em 2012. A estimativa faz parte do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA) de maio, divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), na manhã desta quinta-feira (6). Na comparação com a estimativa anterior, de 185 milhões de toneladas, a estimativa para a safra de grãos cresceu 0,5% em maio ante abril. Os números são dao nono levantamento da safra.

A estimativa de área a ser colhida cresceu 8,4% na comparação com o ano anterior, passando de 48,8 milhões de hectares para 52,9 milhões de hectares. As três maiores lavouras do País – arroz, milho e soja – deverão ter aumento na produção neste ano. As taxas de crescimento do IBGE são de 23,5% para a soja, 10% para o milho e 3,9% para o arroz. Tanto o milho quanto a soja também deverão ter aumentos das áreas colhidas, de 8,9% e de 10,9%, respectivamente. A área do arroz deve ser a mesma de 2012.

Dos 26 produtos selecionados pelo IBGE, 16 deverão apresentar altas nas estimativas de produção em relação a 2012. Além da soja, os maiores crescimentos deverão ser observados nas lavouras de cevada em grão (31,9%), trigo em grão (25,9%), sorgo em grão (21,4%), feijão em grão 2ª safra (18%) e e triticale em grão (17,0%). A cana-de-açúcar deverá aumento de 10,3% e café em grão – canephora, de 4%.

Entre as lavouras que deverão ter queda na produção estão o algodão herbáceo em caroço (-30,6%), a mamona em baga (-18,1%), a laranja (-14,2%), batata-inglesa 3ª safra (-14,9%) e o amendoim em casca 2ª safra (-12,5%). O café em grão – arábica deverá ter queda de 4,7%, o feijão em grão 3ª safra, de 6,7% e a  mandioca, de 2,0%).

Apenas a Região Norte do país deve ter queda na safra neste ano (-4%). As outras quatro regiões terão aumento, com destaque para o Sul do país (32,7%). O Nordeste  deverá ter aumento de 8,2%, o Centro-Oeste, de 7% e o Sudeste, de

A publicação completa da pesquisa pode ser acessada aqui

Com informações do IBGE e das agências de notícias


Leia mais:

Dilma anuncia R$ 136 bilhões para safra 2013/14 

Agropecuária foi o destaque do setor produtivo no primeiro trimestre
 

Dilma anuncia que vai aumentar o limite de compras da agricultura familiar

Leia também