Medidas lesa-Pátria

Impedir a destruição do país e retomar o crescimento com inclusão, defende Gleisi

Para Gleisi, as ações propostas pelo governo Temer vão apenas "concentrar renda, prejudicar a indústria nacional, os trabalhadores brasileiros e entregar as nossas riquezas ao capital estrangeiro"
:: Fernando Rosa20 de fevereiro de 2017 09:28

Impedir a destruição do país e retomar o crescimento com inclusão, defende Gleisi

:: Fernando Rosa20 de fevereiro de 2017

“São medidas na contramão do desenvolvimento”, reagiu a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR), líder da Bancada do PT no Senado, criticando as ações econômicas para “captar R$ 371 bi, divulgadas pelo governo no final de semana. Entre as medidas, estão a mudança das regras de conteúdo local, a venda de terras para estrangeiros, a entrega do patrimônio das teles e, ainda, a adoção de medidas sociais para favorecer quem ganha mais. Para Gleisi, as ações propostas vão apenas “concentrar renda, prejudicar a indústria nacional, os trabalhadores brasileiros e entregar as nossas riquezas ao capital estrangeiro”. “Foi pra isso que tiraram Dilma, para entregar o país e reverter o modelo de desenvolvimento inclusivo que foi criado nos últimos 13 anos”, arrematou ela.

De acordo com a senadora Gleisi, a mudança da regra de conteúdo local da exploração do petróleo e gás é uma das medidas mais graves. “Vão acabar com o que a gente chama de conteúdo local, aquela exigência de comprar bens e serviços de empresas instaladas no território nacional para gerar emprego”, alerta ela. Essa medida, destaca Gleisi, “foi muito importante nos governos de Lula e Dilma e é utilizada por todos os países exploradores de petróleo para assegurar os empregos de seus trabalhadores”. “Agora, esse governo está possibilitando comprar materiais e serviços no exterior”, denuncia ela. Para Gleisi a venda de terras para estrangeiros é outro grave atentado à soberania nacional. Ela também crítica a entrega do patrimônio das teles, sem respeitar o processo legislativo.

[blockquote align=”none” author=”Senadora Gleisi Hoffmann”]”Temos alternativa a essa proposta, já governamos o país, atraímos investimentos, e geramos mais de 20 milhões de empregos”[/blockquote]

Assim como os ataques às políticas sociais têm provocado reação de diversas entidades populares, as medidas econômicas também produzem descontentamento entre os setores empresariais. A Federação das Indústrias de São Paulo questionou em documento oficial a eliminação da política de conteúdo local que aprofundará ainda mais a quebradeira no setor de máquinas e equipamentos. Citando o documento dos empresários, a senadora Gleisi acusou o governo Temer de promover “um ataque sem precedentes aos principais instrumentos de promoção da industrialização nacional”. “A política de conteúdo local não é uma jabuticaba que só existe no Brasil”, disse ela no plenário do Senado. Segundo a Fiesp, 75% dos países em desenvolvimento e 30% dos países desenvolvidos utilizaram-se desse expediente.

Além da crítica contundente, a senadora Gleisi também adianta que a Bancada do PT no Senado tem propostas alternativas ao desastre anunciado pelas medidas do governo Temer. Os governos Lula e Dilma já garantiram ao país, por 13 anos, um desenvolvimento com fortalecimento do mercado interno, valorização salarial e inclusão social, lembra ela. “Além de medidas emergênciais para sair da crise e proteger o povo brasileiro, que apresentaremos em março, também estamos formulando um plano para retomada do desenvolvimento do Brasil e resguardo da soberania nacional”. “Temos alternativa a essa proposta, já governamos o país, atraímos investimentos, e geramos mais de 20 milhões de empregos”, destaca ela, sem comprometer os interesses nacionais, a vida dos mais pobres e a soberania.

Reprodução autorizada mediante citação do site PT no Senado

Leia também