Jorge Viana discursa pela recuperação da rodovia BR-364

Senador foi à tribuna também para reivindicar elevação do leito da rodovia

:: Da redação8 de maio de 2014 20:59

Jorge Viana discursa pela recuperação da rodovia BR-364

:: Da redação8 de maio de 2014

Viana discursou sobre as
dificuldades que os acrianos
passam devido ao estado da
principal via de ligação do
seu estado com o resto do País

Os efeitos da cheia que atingiu os estados do Acre e Rondônia podem já ter acabado, mas seus efeitos persistem. A BR 364, única conexão por terra entre os dois estados e o restante do País, ainda depende de recuperação. O senador Jorge Viana (PT-AC) voltou à tribuna, nesta quinta-feira (8), para cobrar ações do Ministério dos Transportes e do Departamento Nacional de Obras de Infraestrutura de Transportes (Dnit).

“Com empenho, poderíamos rapidamente recuperar a rodovia”, assegurou o parlamentar. Viana lembrou que toda a produção agrícola do Acre depende das boas condições da estrada para o seu escoamento. Da mesma forma, é por meio da rodovia que chega à população do estado tudo o que é necessário para atendimento das suas demandas. “Sem a estrada, os preços de produtos essenciais subiram muito e o Acre levará muito tempo para recuperar a força de sua economia”, enfatizou.

Jorge Viana disse que a população acriana merece não só a obra emergencial, mas, a médio prazo, também a execução de um trabalho ainda maior, a fim de elevar o leito da estrada. Desse modo, explica o senador, será possível evitar que a rodovia seja, mais uma vez, encoberta e danificada pelo rio. No futuro, o senador também espera pela construção da ponte sobre o Rio Madeira, uma demanda antiga da população da Amazônia.

“Vou ficar martelando aqui até que tenhamos uma solução”, prometeu Jorge Viana. O senador lembrou que a população da Amazônia, composta por mais de 25 milhões de cidadãos, merece o desenvolvimento de um Plano Estratégico que faça com que a região seja vista “não apenas como um problema, mas também como solução num momento em que o mundo todo discute mudanças climáticas”.

Giselle Chassot

Leia mais:

Viana busca ajuda federal para garantir abastecimento no Acre

Aníbal relata efeito devastador da cheia nos negócios do Acre

Cheias do Madeira: Senadores pedem renegociação de acordos


Leia também