Líder do PT cobra apuração de denúncias do livro “A privataria tucana”

:: Da redação14 de dezembro de 2011 16:41

Líder do PT cobra apuração de denúncias do livro “A privataria tucana”

:: Da redação14 de dezembro de 2011

O deputado Paulo Teixeira cobrou apuração sobre as denúncias de corrupção feitas pelo jornalista Amaury Ribeiro Jr.

Em pronunciamento nesta terça-feira (13/12), o líder do PT na Câmara, deputado Paulo Teixeira (SP), cobrou apuração sobre as denúncias de corrupção feitas pelo jornalista Amaury Ribeiro Jr. no livro “A privataria tucana”, lançado na semana passada e esgotado em menos de 24 horas.

“São 340 páginas dissecando os escândalos das privatizações, que o repórter chama de ‘o maior assalto ao patrimônio público brasileiro’. O autor sistematizou e documentou as denúncias feitas por jornalistas, como Aloysio Biondi, no livro ‘O Brasil Privatizado’, e dá destaque para os esquemas de lavagem de dinheiro através de paraísos fiscais no Caribe e de distribuição de propinas graúdas”, citou o líder.

“O livro mostra as irregularidades praticadas na desestatização de grandes empresas, como a Companhia Siderúrgica Nacional — CSN, a Companhia Vale do Rio Doce, a Light, entre outras. E dá destaque também para a rede de espionagem montada com dinheiro público para monitorar e intimidar adversários políticos internos, dentro do próprio PSDB, e externos”, acrescentou Teixeira.

Paulo Teixeira disse que o PT “tomará todas as providências cabíveis para a apuração desses fatos, para que os tribunais brasileiros possam julgar aquele crime que foi perpetuado, segundo as provas daquele livro, por alguns dos políticos que hoje estão em destaque na oposição brasileira”, anunciou.

O líder também lembrou que o PSDB, “que sempre tem nas mãos pedras para atirar na honra de outras pessoas, tem um dos seus membros preso no Rio Grande do Norte, suplente do senador José Agripino, membro da Executiva Nacional do PSDB, que é o senhor João Faustino”, fruto da operação Sinal Fechado.

www.pauloteixeira.com.br

Leia também