Lindbergh defende meia-entrada na Copa

:: Da redação21 de setembro de 2011 17:03

Lindbergh defende meia-entrada na Copa

:: Da redação21 de setembro de 2011

O direito à meia-entrada para os jogos da Copa do Mundo tem que ser respeitado. “O país não deve abrir mão da legislação por imposições da Fifa”, defende o senador Lindbergh Farias (PT-RJ). Ele lembra que a presidenta Dilma já manifestou sua posição favorável à preservação do direito e já adiantou que, quando a Lei Geral da Copa chegar ao Senado — atualmente tramita na Câmara — trabalhará pela manutenção da meia-entrada, que classifica como “grande conquista dos estudantes e dos idosos brasileiros”.

O projeto de Lei Geral da Copa mantém a meia meia-entrada para os maiores de 60, já que o direito está previsto no Estatuto do Idoso, uma lei federal, Para os estudantes as negociações serão feitas entre a Fifa e os estados. “Fico feliz com a posição manifestada pela presidenta. O Governo Federal está tendo uma posição dura”, afirmou Lindbergh. Segundo o senador, a Fifa tenta derrubar a meia-entrada para estudantes.

“Mas não pode ser assim, a FIFA e a CBF chegarem mandando em tudo. Nós vamos organizar uma bela Copa do Mundo, pois nós somos um grande país e vamos ser a 4º economia do mundo. Nós temos a nossa legislação e temos a nossa democracia consolidada. Então nós não somos um país para aceitar todas as posições, então eles vão ter que ter uma postura de mais diálogo, e eu ressalto o papel da presidenta Dilma que endureceu essa negociação com CBF e a Fifa e disse: não é assim, nós não somos uma republiqueta”, diz Lindbergh.

A Lei Geral da Copa facilita a entrada de estrangeiros no País no período das competições, estabelece normas de proteção às marcas associadas ao evento, fixa as regras sobre transmissão e retransmissão de jogos e estipula as condutas proibidas nos estádios, entre outros pontos. Conforme a proposta, a União, os estados, o Distrito Federal e os municípios que sediarão os jogos poderão declarar feriado nos dias de jogos em seu território. O projeto faz parte das garantias dadas pelo governo brasileiro à Federação Internacional de Futebol (Fifa) para a realização da Copa das Confederações, em 2013, e da Copa do Mundo, em 2014.

Com informações da Agência Câmara

Ouça a entrevista do senador Lindbergh:

{play}images/stories/audio/lindberg_copa.mp3{/play}

Clique com o botão direito do mouse para baixar o áudio

Lei Geral da Copa 

Veja o texto

Lei Geral da Copa permite exibição de jogos em telão e feriado em dia de jogo

Chega ao Congresso a Lei Geral da Copa

 

 

Leia também