Lula: “Eu vou voltar a percorrer o país para defender a companheira Dilma”

:: Da redação14 de novembro de 2013 15:04

Lula: “Eu vou voltar a percorrer o país para defender a companheira Dilma”

:: Da redação14 de novembro de 2013

“Hoje eu vejo com muito orgulho. Nós fizemos em
dez anos, o que eles não fizeram em 500” 
(Instituto Lula)

Cerca de mil militantes petistas do Mato Grosso do Sul receberam o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva nesta quarta-feira (13) para uma plenária em Campo Grande. Durante o encontro Lula relembrou a trajetória do partido e as conquistas dos últimos dez anos. “A raiva que alguns desse país têm do PT, não é pelos defeitos do PT, mas pelas virtudes desse partido”, declarou Lula.

Lula afirmou ter orgulho dos resultados alcançados pelo PT desde a sua fundação. “Hoje eu vejo com muito orgulho. Nós fizemos em dez anos, o que eles não fizeram em 500”. O ex-presidente declarou ainda que irá viajar pelo Brasil defendendo o legado do partido. “Vou voltar a percorrer o país para defender a companheira Dilma”, afirmou.

O evento contou ainda a presença do senador Delcídio do Amaral, do ex-governador e atual vereador Zeca do PT, deputados e prefeitos petistas.

Sobre a eleição estadual no Mato Grosso do Sul, Lula defendeu a pré-candidatura do senador Delcídio do Amaral ao governo. “Se depender de mim Vossa Excelência será eleito governador desse estado para retomar as políticas sociais iniciadas por Zeca do PT”.

Ao final do evento, Lula falou com jornalistas. Ele comentou as recentes denúncias de corrupção em São Paulo, as eleições no Mato Grosso do Sul e disse terminar sua visita ao estado preocupado com a questão indígena.

Na entrevista, o ex-presidente disse estar preocupado com a disputa entre indíos e agricultores do MS. E prometeu levar o caso à presidenta Dilma, que segundo ele, é quem deve conduzir pessoalmente o impasse. “Não é apenas a imagem do estado, é a imagem do Brasil e da nossa presidenta que estará em jogo”,afirmou.

Instituto Lula

Leia também