Lula no Piauí

Lula faz o que Bolsonaro se recusa e visita centro de tratamento Covid

Lula conheceu um dos três centros de reabilitação existentes no Piauí e lamentou que as iniciativas desse tipo no país não contem com recursos do governo federal
:: Agência PT de Notícias18 de agosto de 2021 15:38

Lula faz o que Bolsonaro se recusa e visita centro de tratamento Covid

:: Agência PT de Notícias18 de agosto de 2021

Além de já ter matado mais de 570 mil pessoas no país, a Covid-19 deixou outros milhões de brasileiras e brasileiros com sequelas que exigem acompanhamento médico, como dificuldades de movimentos e para respirar e déficits cognitivos. Em sua visita ao Piauí, o ex-presidente Lula conheceu nesta quarta-feira (18) um dos três centros de reabilitação do estado para atender a esses pacientes.

Lula lamentou o fato de não existir nenhuma iniciativa do governo federal para o tratamento pós-Covid, após ser informado pelo governador Wellington Dias de que, além dos três centros existentes no Piauí, há apenas outros cinco no país, todos feitos com recursos estaduais. “Por favor, mostrem para o Ministério da Saúde que é possível fazer. Ninguém deve morrer antes do tempo e é função do Estado impedir que isso aconteça”, disse o ex-presidente ao governador. “Já deveria haver pelo menos um centro desses em cada capital do país”, indignou-se Lula, diante da falta de ação do governo de Jair Bolsonaro.

 

O ex-presidente conversou com algumas das pessoas atendidas no centro visitado, que fica na capital Teresina (os outros dois ficam em Parnaíba e São João do Piauí). “Esta é um lugar abençoado. Aqui, fazem um trabalho lindo, maravilhoso, desde a recepção até os médicos”, testemunhou uma das pacientes. Outro senhor atendido contou a Lula que, após passar 60 dias internado em uma UTI, deixou o hospital sem conseguir sequer mexer as mãos. “Estou fazendo tratamento há três meses e já voltei a andar e consigo dirigir”, comemorou.

A deputada Rejane Dias (PT-PI), presidente da Comissão dos Direitos das Pessoas com Deficiência da Câmara dos Deputados, explicou a Lula que a luta atual é obter recursos federais para abrir outros centros pelo país e ajudar a manter os já existentes. A parlamentar denunciou que iniciativas como o programa Viver Sem Limites, lançado pela ex-presidenta Dilma Rousseff, voltado para a inclusão das pessoas com deficiência, foram praticamente extintos por falta de recursos no governo Bolsonaro.

O Piauí é o segundo estado visitado na viagem que Lula e lideranças do Partido dos Trabalhadores fazem pelo Nordeste. Após passar dois dias em Pernambuco, o grupo chegou na terça-feira (17) ao Piauí, onde realizaram conversas com lideranças políticas, empresariais, sindicais e de movimentos sociais.

Lideranças sociais

Na terça, Lula se encontrou com estudantes e jovens em uma escola de tempo integral e também foi a um evento com líderes do movimento social. Assunção Aguiar, secretária do Setorial de Movimento Populares do PT e líder do movimento negro no estado, destacou a importância da vista de Lula ao Piauí. “Para todos nós, é muito simbólica sua presença aqui”, disse ao ex-presidente. “Lula no Piauí é esperança para o povo trabalhador, para o povo pobre, o povo negro, a mulher, para quem não tem voz nem vez”, completou.

Lula agradeceu o trabalho de todas as lideranças presentes e afirmou que a vida é melhor quando se tem uma causa. “Se a gente pensar só na gente, a vida não vale muito a pena. A vida vale a pena quando a gente consegue repartir aquilo que a gente tem a oferecer aos outros, quando consegue estender a mão para que as pessoas possam alcançar as oportunidades que às vezes lhes faltam”, discursou.

Agenda de Lula no Nordeste

15 e 16/8 – Pernambuco
17 e 18/8 – Piauí
18 a 20/8 – Maranhão
20/8 – Ceará
24/8 – Rio Grande do Norte
25 e 26/8 – Bahia

 

Leia também