Defesa da soberania

Lula garante apoio incondicional à Gleisi na presidência do PT

Lula defendeu a soberania e falou do desmonte promovido pelo golpe
:: Agência PT de Notícias6 de julho de 2017 11:24

Lula garante apoio incondicional à Gleisi na presidência do PT

:: Agência PT de Notícias6 de julho de 2017

Na posse da nova presidenta do PT, a Gleisi Hoffmann, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva garantiu apoio incondicional à senadora durante a presidência do partido. “Se tem uma coisa que todos nós vamos fazer, é te ajudar. Porque te ajudar é ajudar o PT, te ajudar é ajudar o Brasil. Te ajudar é fazer com que a mulher seja sujeita da história e não coadjuvante”.

Lula destacou o discurso que Gleisi fez na terça-feira (4) na tribuna do Senado em que a senadora afirmou que Aécio está sendo vítima da intolerância e do ódio que pregou.

“Não sei se qualquer homem conseguiria desmontar o Aécio com a delicadeza que ela fez da tribuna do Senado”, disse ele. “Eu ouso dizer que você será uma grata e extraordinária surpresa para o nosso partido”. O ex-presidente também reafirmou que o partido ajudará a nova presidenta no que for necessário.

Em seu discurso, Lula fez um alerta. “A razão pela qual nós queremos a saída do Temer não é a mesma pela qual a Globo quer a saída do Temer. Por isso temos que ficar atentos ao que está acontecendo”, afirmou. Para Lula, caso Temer seja substituído pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia, será a troca de um golpista por outro.

“Não podemos achar que um golpista é melhor que outro. Golpista é golpista. A mudança que queremos é que o povo brasileiro tenha o direito de escolher sua presidenta ou presidente”, disse.

Lula lembrou que a Rede Globo tem criado o ódio e disseminado a intolerância. “Eu sinceramente acho que esse país não pode continuar tendo um canal de televisão dizendo quem presta ou não presta. Neste momento estão tentando achar um adversário para nós”, afirmou.

“Nós temos a obrigação de tentar construir unidade dos setores de esquerda para construir uma candidatura. Nós não iremos dar trégua”, afirmou. Lula ressaltou a importância de se fazer eleições diretas para a Presidência da República. “Se quiserem ganhar que seja no voto, já perdemos tantas eleições e aceitamos isso”, disse.

Reforma trabalhista e soberania
Lula alertou que, com a reforma trabalhista, os golpistas estão desmontando direitos constituídos desde 1943, com a criação da CLT. “Estão desmontando aquilo que conseguimos construir o a representação sindical”, disse. “É muito grave a gente constatar que eles estão criando uma coisa nova, em que o direito será abolido. É uma relação quase leonina entre o trabalhador e o seu patrão”, lembrou.

Segundo o ex-presidente, os golpistas estão desmontando a soberania nacional. “Eles se deram conta que não poderiam permitir a criação de um bloco unido na América Latina. Acharam que não é possível o Brasil ter liderança”, afirmou. “Não estão acabando com a nossa indústria para fazer uma melhor. Eles querem que o Brasil não tenha importância na América Latina e na África”.

Lula lembrou que, apesar do governo golpista anunciar uma “recuperação” da economia, o Brasil está no fundo do poço e vai demorar para sair dele. “Eles podem até anunciar o crescimento, mas vai ser difícil a volta da geração de emprego neste país”, disse.

“Eles estão desmontando a indústria, desmontando a soberania, o nosso domínio sobre nosso território, controle sobre o mar. E parece que tudo começou quando encontramos o pré-sal”.

Da Redação da Agência PT de Notícias

Leia também