Lula recebe seu 27º titulo de doutor honoris causa

:: Catharine Rocha23 de abril de 2014 21:45

Lula recebe seu 27º titulo de doutor honoris causa

:: Catharine Rocha23 de abril de 2014

Universidade de Salamanca, na Espanha, uma das mais antigas e importantes do mundo, rende homenagem a ex-presidente por seu empenho em promover o ensino do espanhol no Brasil.

Lula: Tivemos que enfrentar o preconceito
das elites, que nunca confiaram na
capacidade do povo

Uma das universidades que mais contribuíram para a história mundial, no acumulado de seus 800 anos, entregou ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva o seu 27º título de doutor honoris causa, nesta quarta-feira (23). Lula recebeu a honraria da Universidade de Salamanca pelo papel no seu governo em promover a língua espanhola, adotada no ensino brasileiro. A homenagem coincidiu com o Dia Mundial do Livro, instituído justamente por ser a data da morte de Miguel de Cervantes, o maior clássico espanhol, criador do Dom Quixote de La Mancha. Nesse dia também se comemora a data de nascimento de William Skakespeare.

“É lamentável que essa decisão tenha demorado tanto, diante dos laços históricos e culturais que unem Brasil, Espanha e nossos vizinhos da América do Sul. Para muitas gerações de brasileiros, a palavra Liberdade soou mais forte, mais verdadeira, quando pronunciada no idioma de Cervantes. Em espanhol se deram primeiros brados de independência na América do Sul e foram escritas as primeiras constituições republicanas”, comentou o ex-presidente. “Conhecer o idioma dos parceiros é parte do processo de construção de uma cidadania mais larga”, avaliou.

Vestindo a beca azul da mais antiga instituição de ensino superior da Espanha, Lula agradeceu a homenagem dizendo que “estava mais emocionado que o de hábito” pela relevância da instituição. Reconhecendo a importância dos doutores de Salamanca no descobrimento da América e no processo civilizatório dos povos, o ex-presidente brasileiro destacou que a instituição foi a primeira a reconhecer os índios da América como seres humanos e pessoas de direito.

“Salamanca simboliza o Humanismo em todos os campos do conhecimento, e erigiu-se em trincheira da liberdade de pensamento”, afirmou Lula. “O que nos parece óbvio, no século XXI, foi um gesto de extrema ousadia intelectual e moral, no Século XVI”, completou.

Cinco séculos depois, o ex-presidente, em seu discurso, destacou os resultados de experiências implementadas no Brasil que também podem ser chamadas de ousadas. Nos últimos 11 anos, o País viveu uma verdadeira revolução social, apesar da torcida contrária. Desde que Lula assumiu a cadeira presidencial em 1º de janeiro de 2003 sob o comando de “mudança”, o povo brasileiro assistiu o fim da pobreza extrema, a valorização de salários, o aumento do crédito, a criação de 21 milhões empregos e a inclusão de 46 milhões de brasileiros que estavam à margem do processo econômico e social.

“Tivemos de enfrentar resistências e preconceitos de toda ordem. Especialmente o preconceito de elites que governaram o país ao longo de séculos, sem jamais confiar na capacidade do nosso povo. Trataram os pobres como um problema sem solução, e o povo brasileiro demonstrou que, na verdade, os pobres e os trabalhadores são a parte essencial das soluções”, afirmou.

Lula, que recebeu o título de doutor honoris causa em educação e filologia, enumerou as políticas empreendidas para tentar recuperar os séculos de atraso no setor educacional no Brasil. Destacou os programas Reuni, o Prouni e o FIES, que ampliaram o acesso dos estudantes ao ensino superior. Ele enfatizou, por exemplo, o aumento do número de estudantes universitários em 11 anos, de três milhões para sete milhões de estudantes e o fato de ter triplicado o orçamento federal para a educação, entre 2003 e 2013.

“O orçamento federal para a Educação supera os 33 bilhões de euros. Nenhum outro país ampliou tanto o investimento em Educação nesse período, de acordo com os indicadores da OCDE [Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico]”, frisou.

Além disso, lembrou o ex-presidente, que, pelo programa Ciência Sem Fronteira, a universidade de Salamanca tem mais de 300 estudantes do Brasil, em cursos de graduação e pós-graduação, incluindo cerca de 50 estudantes do programa Prouni Internacional. “Tudo que estamos realizando no campo da Educação, com a contribuição de valorosos parceiros, tem o sentido de proporcionar um futuro melhor para esta geração e para as que virão depois. Esta é a maior garantia de que o Brasil continuará se transformando e surpreendendo o mundo com novas e profundas transformações”, sinalizou Lula.

Honoris causa

Os títulos de doutor honoris causa são concedidos por universidades nacionais e estrangeiras a personalidades que se distinguem por contribuições ao desenvolvimento. Cada instituição define as regras de suas honrarias e escolhe os premiados. Normalmente, a proposta da homenagem passa pelo crivo de um conselho interno. 

Na lista de premiações conferidas à ex-presidentes brasileiros, Lula, que não chegou a frequentar as salas de uma universidade, ocupa o segundo lugar entre os que mais receberam honoris causa. O topo da lista ainda é de Fernando Henrique Cardoso, que possui dois títulos a mais que Lula, tendo recebido três premiações ainda como professor universitário entre a década de 50 e o começo dos anos 80.

Saiba quais foram os prêmios recebidos pelo ex-presidente Lula

 

Catharine Rocha

Leia mais:

Lula recebe 26º titulo doutor honoris causa

Lula recebe o Prêmio Interamérica 2013

Na Argentina, Lula recebe mais um Honoris Causa


Leia também