Liberdade para Lula

Lula: Vou chegar de cabeça erguida e sair de peito estufado

"Não adianta achar que pararei, porque eu não sou mais só um ser humano. Eu sou uma ideia e esta ideia já está na cabeça de vocês"
:: Cyntia Campos7 de abril de 2018 15:42

Lula: Vou chegar de cabeça erguida e sair de peito estufado

:: Cyntia Campos7 de abril de 2018

Os progressistas de todo o País estão convocados para retomar a vigília em defesa de Lula, iniciada na última quinta-feira (5), em São Bernardo, em Curitiba (PR). O ponto de concentração é em frente à sede da Policia Federal (Rua Sandália Monzon 210, bairro de Santa Cândida). A convocação foi feita pela presidenta nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann, logo após o anúncio feito pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva de que iria cumprir o mandato de prisão expedido pelo juiz da Lava Jato, Sérgio Moro.

Lula comunicou sua decisão às milhares de pessoas que cercavam a sede do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC. “Vou cumprir o mandado, e cada um de vocês vai se transformar em um Lula. Não adianta achar que pararei, porque eu não sou mais só um ser humano. Eu sou uma ideia e esta ideia já está na cabeça de vocês. Esse pescoço não se curva, vou entrar de cabeça erguida e sair de peito estufado de lá”, avisou o ex-presidente para a multidão, reagia aos gritos de “Eu sou Lula!”

Vigília
O ex-presidente estava concentrado na sede do sindicato, seu berço político, desde o início da noite de quinta-feira, quando foi anunciada a determinação de sua prisão. Em vigília permanente, gente de todo o país formou um cordão humano em defesa do maior líder político da história do Brasil.

Moro facultou a Lula a possibilidade de se apresentar em Curitiba até as 17 horas da última sexta-feira (6) para dar início ao cumprimento da pena de 12 anos e um mês a que foi condenado, ainda em segunda instância, no caso do apartamento do Guarujá. Lula decidiu esperar a realização da missa em homenagem a Marisa, que completaria 68 anos neste sábado (7).

RECADO DO LULA PARA O BRASIL

RECADO DO LULALula: "nenhum fardo é tão pesado que não se possa carregar. Foi a ideia de um Brasil mais justo que embalou os nossos melhores e mais generosos sonhos: um país sem fome, casa e emprego para todxs. Já fui preso uma vez. Não tenho medo do que estar por vir. Enquanto me restar um minuto de vida, será para lutar pela dignidade do nosso povo! #JamaisAprisionarãoNossosSonhos". Assista:

Publicado por PT no Senado em Sábado, 7 de abril de 2018


Indignação e coragem
Lula fez questão de explicar aos manifestantes as razões de sua decisão de se apresentar a Moro. Não foi fácil. A todo instante, era interrompido pelo coro de “Não se entrega!” e “Lula Livre” que ecoava da multidão. Ele não usou meias palavras para expressar a indignação que sente diante da condenação política e sem provas nesse processo —“Não estou acima da justiça, mas quero que aquele procurador do power point guarde a convicção dele para seus comparsas e asseclas” — e contra os veículos da grande imprensa, mas ressaltou: “Eles não se dão conta de que quanto mais me atacam, mais cresce a minha relação com o povo brasileiro”.

O cumprimento ao mandado de prisão, explicou Lula, tem também o espírito de “transferir a responsabilidade. Eles acham que tudo que acontece neste país acontece por minha causa. Não adianta tentar acabar com as minhas ideias, elas já estão pairando no ar e não tem como prendê-las. Todos vocês, daqui pra frente, vão virar Lula e vão andar por este país fazendo o que você tem que fazer, e é todo dia!”

Leia a íntegra do discurso de Lula em São Bernardo no Brasil de Fato

Leia também