Marta: acidente em metrô mostra descaso de prefeito

Marta acusou  Alckmin e  Kassab de não fazerem os investimentos necessários ao sistema.

:: Da redação17 de maio de 2012 21:42

Marta: acidente em metrô mostra descaso de prefeito

:: Da redação17 de maio de 2012

O acidente no metrô de São Paulo que deixou mais de 100 pessoas feridas na manhã de ontem simboliza “um desprezo gigantesco pela população que usa transporte público na cidade de São Paulo”, avaliou a senadora Marta Suplicy (PT-SP) no plenário do Senado, nesta quinta-feira (17/05).  Ao discursar da tribuna, a parlamentar acusou o governador do estado, Geraldo Alckmin, e o prefeito da cidade, Gilberto Kassab, de não fazerem os investimentos necessários na manutenção do sistema.

“Em 2011, dos R$ 4,5 bilhões previstos para a expansão do metrô, o Governo do Estado executou somente R$ 1,2 bilhão. Olha aí, é falta de investimento. Por que não conseguem agilizar a licitação? Porque não fazem planejamento. Eu sei, pois quando fui Prefeita, queria investir no metrô do Largo da Batata e não pude porque não tinha projeto executivo. Quer dizer, falta competência para fazer esse transporte da cidade funcionar. E o que me deixa mais revoltada é que tem dinheiro para fazer”, alfinetou.

Marta observou que este acidente se soma a outras ocorrências. Desde 2007, ano em que sete pessoas morreram nas obras da linha 4-Amarela, foram quase 100 panes nas linhas do metrô e 124 nas linhas ferroviárias da CTPM. “Dá para perceber que alguma coisa está mal estruturada. Mas não interessa o que seja, interessa que tem que ter solução. Tem que ter solução, porque um milhão e cem mil pessoas que usam esse transporte dependem dele”, disse, após lembrar que o mundo viu as imagens do acidente e fizeram a ligação entre a infraestrutura de transporte e os jogos da Copa Mundo de 2014.

A senadora ainda disse que não adianta o governo paulista tentar se esquivar das acusações e tentar compartilhar com sua gestão a culpa pelo acidente. Ela destacou que recebeu uma prefeitura afundada pelas gestões anteriores, com recursos muito inferiores ao atual orçamento da cidade, e ainda assim conseguiu ampliar o número de corredores de ônibus, além de deixar outros 269 planejados, que até hoje não saíram do papel.

“A prioridade era o transporte público ônibus, porque era um caos na cidade de São Paulo. Agora, muito recurso já poderia ter sido colocado no metrô pelo Kassab que trabalha com três vezes o orçamento que eu trabalhava”, afirmou.

Leia íntegra do discurso da senadora Marta Suplicy
 

Leia mais:
Marta denuncia péssimas condições do transporte em SP

Leia também