MEC cria grupo para identificar índices e causas da evasão escolar

:: Da redação25 de novembro de 2013 16:38

MEC cria grupo para identificar índices e causas da evasão escolar

:: Da redação25 de novembro de 2013

Missão é reunir dados sobre o problema e apontar saídas

O Ministério da Educação (MEC) quer investigar as causas e encontrar saídas para reduzir os índices de evasão escolar. Uma portaria publicada nesta segunda-feira (25) no Diário Oficial da União determina a criação de um Grupo de Trabalho encarregado de elaborar  um relatório detalhado com os números da evasão escolar. O prazo para conclusão do levantamento é de 120 dias.

O grupo também será responsável por elaborar um manual de orientação para o combate à evasão, incluindo o diagnóstico do aluno ingressante com tendência de abandono escolar, identificação das causas e utilização de monitorias, tutorias e reforço escolar.

O grupo será formado por representantes da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (Setec) e da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e tecnológica e as atividades dos integrantes do grupo serão consideradas serviço público relevante e não serão remuneradas.

Abandono escolar

Em 2012, a taxa de abandono escolar atingiu 24,3%. E o índice se torna ainda mais preocupante se comparado com países vizinhos, como Chile (2,6% de evasão), Argentina (6,2%) e Uruguai (4,8%).

Entre 1,6 milhão de alunos do ensino básico que abandonaram a escola no ano passado, mais de 1,5 milhão cursava a rede pública, tanto no nível fundamental (762 mil) quanto no médio (760 mil).

Ensino Médio

Também nesta segunda-feria, o  Ministério da Educação formalizou o Pacto Nacional pelo Fortalecimento do Ensino Médio. O objetivo é reunir o Minisétiro e as secretarias estaduais de educação no mesmo compromisso de valorizar a formação continuada de professores e coordenadores pedagógicos que atuam no ensino médio público, tanto em áreas rurais quanto urbanas. A portaria que detalha o pacto e define as diretrizes gerais, as condições e os critérios para a concessão de bolsas de estudo e pesquisa está publicada na edição desta segunda-feira doDiário Oficial da União.

Segundo o documento, as ações do pacto têm o objetivo de “contribuir para o aperfeiçoamento da formação dos professores e coordenadores pedagógicos do ensino médio; promover a valorização pela formação dos professores e coordenadores pedagógicos do ensino médio; rediscutir e atualizar as práticas docentes em conformidade com as Diretrizes Curriculares Nacionais do Ensino Médio”. A adesão e a pactuação com cada secretaria estadual e distrital de educação e com as instituições de educação superior (IES) públicas serão formalizadas por meio de módulo específico que será disponibilizado eletronicamente pelo MEC.

A portaria estabelece que o Ministério prestará apoio técnico e financeiro aos estados e ao Distrito Federal por meio do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação para garantir a formação continuada dos profissionais, que ocorrerá em cursos de aperfeiçoamento ou extensão nas IES públicas participantes do pacto. O apoio do MEC também engloba o desenvolvimento de recursos didáticos e pedagógicos.

Com informações do Portal Brasil, MEC, Diário Oficial e da Agência Brasil

Leia também