Ministro dirá à CAS o que pensa sobre a extensão do Sistema Único de Saúde

:: Da redação18 de maio de 2016 18:05

Ministro dirá à CAS o que pensa sobre a extensão do Sistema Único de Saúde

:: Da redação18 de maio de 2016

Humberto: Reduzir o tamanho do SUS viola direitos fundamentais garantidos na ConstituiçãoO ministro interino da Saúde, Ricardo Barros, deverá comparecer à Comissão de Assuntos Sociais (CAS) para explicitar pronunciamentos feitos esta semana sobre a suposta necessidade de “reduzir o tamanho do Sistema Único de Saúde (SUS). A comissão aprovou, nesta quarta-feira (18), requerimento do senador Humberto Costa (PT-PE) com esse objetivo, além de apresentar seus planos para a Pasta.

 

Para Humberto, ministro da Saúde no primeiro mandato do presidente Lula, é “fato gravíssimo” a defesa de Barros da “revisão do tamanho do SUS”, pois viola preceitos fundamentais que embasam o sistema, “notadamente o da universalidade do atendimento à população brasileira”.

Na última terça-feira (17), Humberto já tinha feito duras críticas à sinalização do ministro interino da Saúde contra o SUS. Ricardo Barros, quando relator do Orçamento-Geral da União, em 2015, pretendeu cortar 40% dos recursos do Bolsa Família. Agora ele alega que não há recursos e que é preciso “reduzir o tamanho” do SUS, relativizando direitos de acesso e cobertura universais, como ocorre hoje.

O ministro interino teve como maior doador de recursos à ampanha à Câmara dos Deputados uma grande empresa do ramo dos planos de saúde e agora, à frente da Pasta, defende que “quanto mais gente puder ter planos de saúde, melhor”. Para Humberto Costa, é um descalabro que o cidadão pague imposto e, em vez de ter a contrapartida da melhoria da Saúde Pública, ainda seja obrigado a pagar plano de saúde.

Leia mais:

“Junta provisória” oferece um circo de horrores a cada dia, diz Humberto