Mobilidade: Humberto destaca investimentos federais em PE

O senador citou o exemplo do Recife, que conta com terminais integrados de ônibus e pavimentação.

:: Da redação7 de maio de 2013 22:04

Mobilidade: Humberto destaca investimentos federais em PE

:: Da redação7 de maio de 2013

Como essas ações são tocadas pelos estados,
muitas vezes a opinião pública não percebe a
prioridade dada pelo governo Dilma

A mobilidade urbana, condição essencial à qualidade de vida da população, já recebeu investimentos de R$ 58,8 bilhões do Governo Federal, para a realização de obras em parceria com prefeituras e governos estaduais em todo o País. “Como essas ações são tocadas pelos governos estaduais, muitas vezes a opinião pública não percebe a prioridade que vem sendo dada pelo governo Dilma a essas intervenções”, afirmou o senador Humberto Costa (PT-PE), em pronunciamento ao Plenário nesta terça-feira (7).

O senador citou o exemplo de Pernambuco, especialmente da capital, Recife, onde terminais integrados de ônibus —como recém inaugurado terminal Tancredo Neves, no bairro da Imbiribeira, que vai operar com 25 linhas de ônibus e uma linha de metrô, beneficiando 64 mil usuários por dia — obras de pavimentação e corredores de ônibus, por exemplo, estão em processo de implantação graças a recursos majoritariamente federais, liberados por meio do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e financiamentos da Caixa Econômica.

Humberto destacou os investimentos que vão dotar o Recife de linhas de transporte fluvial, aproveitando a navegabilidade dos Rios Capibaribe e Beberibe, cujos braços cortam a cidade em diversos pontos, contribuindo para a peculiar fisionomia urbana da capital pernambucana. O projeto, que não só desafogará o trânsito da cidade, mas tem forte apelo turístico, foi iniciado na gestão do senador à frente da Secretaria das Cidades de Pernambuco e já está em andamento.

Para as obras de mobilidade, Pernambuco já recebeu da União mais de R$ 450 milhões do PAC 2 – Pavimentação, R$ 2,6 bilhões do PAC 2 Grandes Cidades, R$ 563 milhões do PAC 2 para médias cidades, R$ 857 milhões para obras da Copa do Mundo e R$64,4 milhões de emendas parlamentares. Além de Recife, Humberto destacou grandes intervenções nas cidades de Caruaru, Jaboatão dos Guararapes, Olinda, Paulista e Petrolina — esta última, por exemplo, está em processo de implementação de seu Sistema Integrado de Transporte com Veículo Leve sobre Trilhos.

Humberto destaca que a mobilidade urbana é determinante não só para tornar as cidades mais agradáveis, mas também para prepará-las para o crescimento econômico e novos investimentos. O senador lembra a garantia do ir e vir nas cidades exige que seja priorizado o transporte público coletivo de qualidade, combinado com restrições aos meios de transporte individuais privados. “Essa é a única saída e é a fórmula adotada em todos os países desenvolvidos”.

Cyntia Campos

Leia também