Moçambique: Dilma quer beneficiar população local

:: Da redação19 de outubro de 2011 17:38

Moçambique: Dilma quer beneficiar população local

:: Da redação19 de outubro de 2011

A presidente Dilma Rousseff defendeu nesta quarta-feira, em reunião com o presidente de Moçambique, Armando Guebuza, uma parceria entre os dois países capaz de garantir que os investimentos do Brasil na nação africana empreguem moçambicanos e contemplem as empresas locais.

Empresas brasileiras vêm investindo muito no país. Por exemplo:a Vale, que explora uma jazida de carvão mineral em Moatize, deve investir em Moçambique US$ 4,5 bilhões, de acordo com o Ministério de Relações Exteriores.

“Aqui em Moçambique, gostaríamos de fazer uma parceria com o governo e pretendemos que as nossas empresas, que atuarem aqui, façam diferente”, disse. E prosseguiu: “Nós não queremos importar nem trabalhadores nem engenheiros do Brasil. Queremos que os moçambicanos atuem nas empresas em Moçambique, assim como defendemos que brasileiros atuem nas empresas no Brasil. E quando se trata de investimento brasileiro, queremos que as empresas locais sejam contempladas”

A presidenta lembrou que o Brasil é um país que passou muito tempo sem crescer e elogiou o ex-presidente Lula: “Somos um país que até recentemente estava numa situação muito difícil, até o início de 2003, quando o presidente Lula chegou ao governo. A partir daí, fomos construindo a nossa superação. Hoje somos um país que cresce, que tem se afirmado como país soberano. Nós queremos para os outros países o que nós queremos para nós: respeito”, assegurou.

A visita ocorre em um dia simbólico e de feriado nacional, em memória aos 25 anos da morte do herói da independência e primeiro presidente de Moçambique, Samora Machel. Dilma também visitará outro país africano de língua portuguesa, Angola, onde desembarca ainda nesta quarta-feira.

Fonte: Com informações de O Globo Online

Foto: Blog do Planalto

Leia também