Na mídia: Gurgel pede abertura de ação penal contra Feliciano

:: Da redação12 de abril de 2013 19:54

Na mídia: Gurgel pede abertura de ação penal contra Feliciano

:: Da redação12 de abril de 2013

STF deve abrir ação contra Feliciano

Roberto Gurgel fez pedido por conta das mensagens preconceituosas postadas no Twitter de Feliciano

Marco Feliciano (PSC-SP) poderá sofrer ação penal do Supremo Tribunal Federal (STF) por discriminação após comentários homofóbicos postados em seu perfil no Twitter. Roberto Gurgel, procurador-geral da República, foi quem fez o pedido.

Segundo Gurgel, os posts de Feliciano não só eram preconceituosos como também poderiam induzir a discriminação. O presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias teria afirmado que a podridão dos sentimentos de homossexuais levaria ao ódio, ao crime e a rejeição. “É evidente que há justa causa para a instauração de ação penal, na medida em que a declaração feita pelo investigado na rede social violou direitos fundamentais elementares e instigou os demais membros da sociedade, principalmente seus seguidores, a adotarem semelhante postura”, justificou Gurgel.

Roberto Gurgel, foi enfático ao rebater Feliciano, afirmando que a homossexualidade é uma realidade social no Brasil e no mundo, que sempre foram, mas que agora, mais do que nunca, visto que vivemos em uma realidade mais igual e menos preconceituosa, o que faz com que cada vez mais pessoas se assumam.

Além dessa ação, Feliciano também responde no STF acusação de estelionato, após ter sido contratado, mediante a pagamento, para executar um culto no Rio Grande do Sul e não ter marcado presença no evento. A defesa do deputado afirma que o dinheiro foi devidamente devolvido para os contratantes.

Revista Brasileiros

Leia também