Não vamos permitir que as conquistas do povo nordestino se percam

Para a presidenta Dilma, com as ações sociais e investimentos feitos, o Nordeste está mais bem preparado para enfrentar a estiagem deste ano.

:: Da redação4 de junho de 2012 13:04

Não vamos permitir que as conquistas do povo nordestino se percam

:: Da redação4 de junho de 2012

No programa Café com a Presidenta desta semana, Dilma Rousseff garante que seu governo não vai permitir que as conquistas acumuladas pelo povo nordestino se percam por conta da seca. Para enfrentar os efeitos da pior estiagem das últimas décadas, que atinge a região Nordeste e o norte do estado de Minas Gerais, o Governo investiu R$ 2,7 bilhões em ações emergenciais para oferecer água, garantir a renda e dar crédito aos produtores da região.

Segundo Dilma, o Nordeste está mais bem preparado para enfrentar essa estiagem do que esteve no passado. “Nos últimos anos, a região recebeu grandes investimentos e muitas obras do governo federal e, também, do setor privado. É muito importante destacar o papel da rede de proteção social construída nos últimos anos. O Bolsa Família e a valorização do salário mínimo, por exemplo, garantiram uma grande melhoria de renda na região, protegendo as famílias mais pobres”, disse ela ao destacara o impacto das medidas na economia da região, que tem crescido acima da média nacional.

A afirmação da presidenta Dilma tem respaldo em documento divulgado pela coordenação executiva da Articulação no Semi-Árido Brasileiro (ASA), que atesta que os programas sociais do Governo brasileiro estão garantindo mais dignidade ao sertanista. “O Bolsa Família, acrescido do Bolsa Estiagem, enquanto ações emergenciais, tem desempenhado papel chave na alimentação das pessoas”, diz o manifesto.

De acordo com Dilma, para garantir a distribuição de água, o Governo Federal contratou 3.360 caminhões-pipa e entregou 111 mil cisternas. Até o final do ano, serão entregues mais 200 mil cisternas em todo o Semiárido.

Com o Bolsa Estiagem, que começará a ser pago a partir do próximo dia 18 de junho, 400 mil pequenos produtores rurais afetados pela seca serão beneficiados, como explicou a presidenta. A partir deste mês também começará a ser pago o Garantia-Safra. Serão cinco parcelas de R$ 136,00 para produtores que perderam a produção, ou nem conseguiram plantar por causa da seca. “Pagar um benefício diretamente à população nos dá a certeza de que o dinheiro está chegando exatamente no bolso de quem precisa”, disse.

Mais de um milhão de famílias extremamente pobres que vivem no Nordeste, com filhos de zero a seis anos, também começarão a receber, a partir deste mês, o benefício da ação Brasil Carinhoso. Será garantida renda de, no mínimo, R$ 70,00 por pessoa dessas famílias. E o crédito destinado pelo Governo Federal vai ajudar a proteger toda a economia da região, salientou a presidenta. “Nós liberamos R$ 1 bilhão, que vão financiar os agricultores familiares, os criadores de gado e de cabras, mas também a indústria e o comércio de cada uma das cidades afetadas pela estiagem. Vamos injetar mais dinheiro na região para manter a roda da economia girando”, disse.

Com informações do Blog do Planalto

Leia também