Greve da Educação

Não vamos permitir uma guerra contra a educação, diz Humberto

"O ataque ao ensino público promovido pelo governo Jair Bolsonaro é, na verdade, uma tentativa de censurar o livre pensar", afirma o senador
:: Assessoria do senador Humberto Costa16 de maio de 2019 10:26

Não vamos permitir uma guerra contra a educação, diz Humberto

:: Assessoria do senador Humberto Costa16 de maio de 2019

Com o risco iminente de paralisação do funcionamento dos institutos e universidades federais em Pernambuco, o líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), endureceu o discurso contra os cortes que estão sendo promovidos pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL) e disse que os brasileiros não vão “permitir que o governo promova uma guerra contra a educação”.

“O ataque ao ensino público promovido pelo governo Jair Bolsonaro é, na verdade, uma tentativa de censurar o livre pensar. Eles estimulam o ódio a quem ensina, menosprezam quem faz pesquisa, quem estuda e busca um futuro melhor para si e para o Brasil. Na verdade, o que eles querem é reduzir o país ao mesmo nível dos que hoje estão no poder”, afirmou o senador.

Entre as 10 melhores universidades do país, segundo o Ranking Universitário Folha, a Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) já está com seu funcionamento ameaçado a partir do próximo mês. A verba para água e a segurança da instituição só deve durar até junho, caso não sejam repassados novos recursos pelo Ministério da Educação.

Em outubro, o funcionamento deve ser totalmente paralisado. Situação semelhante passam outras instituições de ensino, como a Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), a Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf) e todas as unidades do Instituto Federal de Pernambuco (IFPE). Ao todo, mais de 82 mil alunos em Pernambuco poderão ficar sem aulas.

Confira a íntegra da matéria

Leia também