Marco Aurélio Garcia

Nota Oficial: O Brasil soberano está de luto

A bancada do PT no Senador Federal lamenta profundamente o falecimento do professor Marco Aurélio García, fundador do PT, intelectual brilhante que sempre a serviço das causas populares e de um Brasil soberano
:: Da redação20 de julho de 2017 18:12

Nota Oficial: O Brasil soberano está de luto

:: Da redação20 de julho de 2017

A bancada do PT no Senado Federal lamentou profundamente a morte de Marco Aurélio Garcia, ocorrida nesta quinta-feira, em São Paulo. “Após ter sido secretário de relações internacionais do Partido dos Trabalhadores por mais de dez anos, além de secretário de cultura dos municípios de Campinas e de São Paulo, MAG se converteu num dos grandes formuladores da política externa “ativa e altiva” dos governos do PT”, diz a nota. “Neste momento crítico, a memória de MAG estará sempre presente naqueles que acreditam num Brasil forte, próspero e independente”, destacam os senadores.

NOTA

A bancada do PT no Senador Federal lamenta profundamente o falecimento do querido professor Marco Aurélio García.

Fundador do PT, Marco Aurélio García, mais conhecido como MAG, foi um intelectual brilhante que sempre esteve a serviço das causas populares e de um Brasil soberano.

Formado em direito e filosofia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul e pós-graduado pela Escola de Altos Estudos em Ciências Sociais de Paris, MAG era professor licenciado do Departamento de História da Universidade Estadual de Campinas, tendo sido também professor da Universidade do Chile, da Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais (Chile) e das Universidades de Paris-VIII e Paris-X (França).

Após ter sido secretário de relações internacionais do Partido dos Trabalhadores por mais de dez anos, além de secretário de cultura dos municípios de Campinas e de São Paulo, MAG se converteu num dos grandes formuladores da política externa “ativa e altiva” dos governos do PT.

Com essa política, desenvolvida em perfeita harmonia com o chanceler Celso Amorim, o Brasil superou a vulnerabilidade externa de sua economia, amealhou vultosos superávits comerciais, diversificou suas parcerias estratégicas, investiu fortemente na integração regional, no multilateralismo e na cooperação Sul-Sul, tendo alcançado protagonismo internacional muito elevado. Com efeito, foi ao longo dessa política externa que MAG contribuiu para formular e implantar que o Brasil conseguiu um prestígio mundial inédito, com Lula se convertendo em um verdadeiro líder internacional, cortejado e respeitado em todos os foros.

Lamentavelmente, MAG nos deixa em um momento em que o Brasil se torna um país menor, apequenado e envergonhado pelo golpe dos corruptos, que nos fez regredir ao status de republiqueta de bananas e que aposta numa política externa omissa e dependente dos desígnios estratégicos dos EUA. Um país hoje dominado por gente mesquinha e entreguista, que tenta criminalizar aqueles que, como MAG, sempre lutaram por um Brasil maior.

Neste momento crítico, a memória de MAG estará sempre presente naqueles que acreditam num Brasil forte, próspero e independente.

A bancada envia seu abraço afetuoso a todos os familiares e amigos de MAG. O Brasil soberano está de luto.

Senador Lindbergh Farias (PT-RJ), líder da Bancada do PT no Senado Federal.

Leia também