Áudio

O que o Brasil perde com a saída de cubanos do Mais Médicos?

Cerca de 28% do total de municípios do país contava apenas com profissional cubano para atender a população
:: Brasil de Fato19 de novembro de 2018 11:41

O que o Brasil perde com a saída de cubanos do Mais Médicos?

:: Brasil de Fato19 de novembro de 2018

 

A saída de 8.469 médicos cubanos do Programa Mais Médicos, anunciada pelo governo daquele país na última quarta-feira (14), após declarações consideradas “depreciativas” e “ameaçadoras” por parte do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL), vai impactar na saúde de 28 milhões de brasileiros, de acordo com estimativa da Confederação Nacional dos Municípios (CNM).

Os profissionais atuavam em todas as regiões do país, em 2.857 municípios, e sua saída deve afetar especialmente os municípios do Norte e do Nordeste e as periferias das grandes cidades. De acordo com a Organização Panamericana de Saúde (Opas), a maior parte dos municípios onde os cubanos atuam tem 20% ou mais da população vivendo em extrema pobreza.

Fonte: Brasil de Fato

Leia também