Caso Queiroz

O “tsunami” chegou, alerta Humberto

“Na sequência, vamos ver o que há de ligação íntima entre essas contas bancárias”, também publicou no Twitter o senador Humberto
:: Da redação14 de maio de 2019 11:06

O “tsunami” chegou, alerta Humberto

:: Da redação14 de maio de 2019

“Sabe aquele tsunami de que falava @jairbolsonaro na semana passada? Pronto. Ele tá vindo aí. E vai engolir o governo”, alertou o senador Humberto Costa (PE), líder do PT no Senado Federal. Para o senador é importante aprofundar as investigações com respeito ao direito de defesa de todos, mas assegurando à sociedade o acesso às informações sobre os fatos. “Na sequência, vamos ver o que há de ligação íntima entre essas contas bancárias”, também publicou no Twitter o senador Humberto.

A quebra de sigilo bancário foi autorizada para as contas de Flávio Bolsonaro, Fabrício Queiroz e mais 88 ex-funcionários, incluindo familiares e empresas, no período de janeiro de 2007 a dezembro de 2018. Entre eles, três empresários norte-americanos ligados à exploração imobiliária na cidade do Rio de Janeiro.

“Vamos ver se as investigações contra Flavio Bolsonaro seguirão o padrão contra o PT e Lula”, questionou a presidenta nacional do PT, deputada Gleisi Hoffmann (PT-PR), lembrando da perseguição judicial movida contra o ex-presidente Lula pela Operação Lava Jato.

“Como dizia Sérgio Moro quando era juiz, ‘follow the money’ e vamos chegar ao chefe da organização criminosa”, escreveu o líder do PT na Câmara, deputado Paulo Pimenta (PT-RS).

* Com informações do PT na Câmara.

Leia também