Odair Cunha desmente reportagem da Folha de S. Paulo

Deputado refuta reportagem - sem fonte identificada – que  lhe atribui queixas que não existem.

:: Da redação20 de dezembro de 2012 20:20

Odair Cunha desmente reportagem da Folha de S. Paulo

:: Da redação20 de dezembro de 2012

O relator da CPMI que investigou a rede criminosa comandada pelo contraventor Carlos de Almeida Ramos, o Carlinhos Cachoeira, Odair Cunha (PT-MG), divulgou, nesta quinta-feira um desmentido formal à reportagem da Folha de S. Paulo “Derrotado, relator da CPI diz ter sido abandonado”,  assinada pelas repórteres Andrezza Matais e Catia Seabra.

O texto publicado equipara-se a outros veiculados pela grande mídia, sem identificação da fonte das supostas afirmações atribuídas ao parlamentar. Mais uma vez, o recurso empregado para tentar dar credibilidade à versão publicada é o de que Odair Cunha teria feito comentários a “interlocutores”. Interlocutores que, se existirem, falaram em nome do deputado sem seu conhecimento ou autorização. Odair Cunha desmente o conteúdo da reportagem na nota distribuída abaixo:

NOTA À IMPRENSA
O deputado federal Odair Cunha (PT-MG) refuta com veemência as informações de que se sentiu abandonado pelo partido, conforme consta hoje (20/12) no jornal Folha de São Paulo, em matéria intitulada “Derrotado, relator da CPI do Cachoeira diz ter sido abandonado”. Ressalte-se que tal informação parte de “interlocutor” não identificado e não tem autorização para falar em nome do deputado. Odair Cunha esclarece que recebeu apoio integral das bancadas do PT, no Senado e na Câmara, em todos os processos que se delinearam no decorrer da CPMI. A bancada petista esteve sempre com o relator, tanto nas articulações, quanto nas votações da Comissão e apoiou seu Relatório por completo, inclusive defendendo-o publicamente. Ademais, os votos do PT no relatório paralelo, aprovado pelo colegiado, não foram contrários ao relator, mas, sim contribuíram para que o texto elaborado por ele fosse remetido ao Ministério Público.

Assessoria de Comunicação

Deputado Federal Odair Cunha

Leia também