OMS: País é exemplo de redução das desigualdades

:: Da redação20 de outubro de 2011 16:26

OMS: País é exemplo de redução das desigualdades

:: Da redação20 de outubro de 2011

Representantes de 120 países participam de 19 a 21 de outubro, no Rio de Janeiro, da Conferência Mundial sobre Determinantes Sociais da Saúde, promovida pela Organização Mundial da Saúde (OMS). O objetivo do encontro é discutir os efeitos dos investimentos sociais na área da saúde pública.

Em entrevista coletiva antes da abertura do evento, a diretora-geral da OMS, Margaret Cha, citou o Brasil como exemplo de País que está fazendo investimentos para buscar a redução das desigualdades sociais.

De acordo com Margaret, os países precisam ampliar políticas em áreas como educação, emprego e redução das desigualdades para melhorar a saúde das populações. Segundo a diretora-geral da OMS, no atual momento, em que o mundo passa por uma crise econômica, é importante que governos mantenham investimentos sociais.

O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, presente no evento, destacou a importância de o Brasil sediar o evento, que é a maior conferência da OMS nos últimos 30 anos. Segundo ele, o País tem uma tradição de compromisso com a saúde, que vem desde a Constituição de 1988, com a criação do Sistema Único de Saúde (SUS).

Padilha disse que, nos últimos anos, os investimentos do governo brasileiro na área social, como saneamento, habitação e combate a fome, contribuíram para a melhoria de indicadores de saúde. Como exemplo, o ministro citou a redução dos índices de tuberculose no País, provocada pela redução da pobreza e pela política habitacional adotada pelo governo.

Fonte: Agência Brasil

Leia também