Diretas Já

Oposição entra com pedido de impeachment de Temer

"A delação revela claramente o presidente da República dando aval para a compra do silêncio de Eduardo Cunha, disse a senadora Fátima ao participar do ato
:: Fernando Rosa19 de maio de 2017 12:56

Oposição entra com pedido de impeachment de Temer

:: Fernando Rosa19 de maio de 2017

Parlamentares do PT, PCdoB, PSol, PDT, Rede, PSB, além de integrantes de partidos como o PTB e PHS, apresentaram ontem pedido de impeachment do presidente Michel Temer. O pedido protocolado na Câmara dos Deputados tem como base a denúncia de crime de responsabilidade e obstrução da Justiça. Segundo o texto do pedido, Temer é acusado de ter dado aval para a compra do silêncio do ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

O pedido conjunto da oposição é assinado pelo presidente do PSB, Carlos Siqueira, pelo presidente do PSOL, Luiz Araújo, por Alexandre José da Conceição (MST), pela ex-deputada do PCdoB Perpétua de Almeida (AC), e pelos professores da Universidade de Brasília (UNB) Beatriz Vargas e Marcelo Neves. O documento não é assinado pelos parlamentares, que assim ficariam impedidos de votar. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), decidirá pela admissibilidade do pedido e posterior instalação de comissão especial.

“A delação revela claramente o presidente da República dando aval para a compra do silêncio de Eduardo Cunha, portanto acusado de praticar ato de suborno e crime de responsabilidade”, disse a senadora Fátima ao participar do ato. “O presidente da Câmara não tem motivo para não decidir pela admissibilidade e instalar a comissão especial. Temer, diante de todas as provas, não tem condição de governar: é ilegítimo e cometeu crime de responsabilidade”, afirmou o líder do PT, deputado Carlos Zarattini (SP).

 

MULTIMÍDIA

Assista a coletiva sobre o pedido de impeachment da oposição:

PROTOCOLO DO PEDIDO DE IMPEACHMENT DE TEMERPT no Senado e PT na Câmara protocolam pedido de impeachment do presidente golpista Michel Temer. Acompanhe e compartilhe para que o maior número de pessoas saiba do que está acontecendo.

Publicado por PT no Senado em Quinta, 18 de maio de 2017

Leia também