Constituição não prevê afastar presidente por conjunto da obra, diz Elmano

:: Da redação31 de agosto de 2016 05:45

Constituição não prevê afastar presidente por conjunto da obra, diz Elmano

:: Da redação31 de agosto de 2016

Elmano Ferrer: espero que as feridas deste processo cicatrizem tão rápido quanto possívelA jovem democracia brasileira passa por um momento delicado. “Nosso sistema político desmoronou. O modelo político do País chegou ao ocaso, e isso vai muito além do processo de impeachment que hoje julgamos”, afirma o senador Elmano Ferrer (PTB – PI), que na madrugada desta quarta-feira (31) ocupou a tribuna do Senado para manifestar-se sobre o impeachment da presidenta Dilma Rousseff.

Para o senador, as principais razões alegadas pelos partidários do impeachment — “o conjunto da obra” — não são uma justificativa constitucional. “O afastamento de Dilma passa pelo conjunto da obra, mas o ordenamento jurídico não prevê esse instituto”. Ferrer mantém, assim, a posição que adotou desde o começo do processo, alinhando-se aos legalistas.

Ele lamentou que o Brasil esteja atravessando meses tão dolorosos em função da crise política, econômica, social e ética. Para Ferrer, o fundamental é que, uma vez decidido o processo, é que o País possa virar a página. “Espero que as feridas deste processo cicatrizem tão rápido quanto possível, e que as duras lições sejam aprendidas por todos nós, agentes públicos, por nossas instituições e pelo povo brasileiro”.

Leia mais:

 

Decido em nome da soberania do voto popular, anuncia Capiberibe