Padilha: Juventude será alvo de campanha do Ministério da Saúde

:: Da redação29 de novembro de 2011 12:26

Padilha: Juventude será alvo de campanha do Ministério da Saúde

:: Da redação29 de novembro de 2011

Em 2010, foram registrados mais casos de mulheres entre 13 e 19 anos infectadas pelo vírus HIV do que homens da mesma faixa etária.

Segundo dados divulgados nesta segunda-feira (28) pelo Ministério da Saúde, em 2010, foram registrados 349 casos de Aids entre meninas contra 296 notificações do vírus entre meninos.

O ministro Alexandre Padilha disse que há uma tendência de redução do número de casos todo o ano. ”São pessoas vivendo mais tempo infectadas pelo HIV porque recebem o tratamento de forma adequada” destacou. Além da grande redução na transmissão da gestante para o bebê devido ao teste Pré- natal e o acesso à medicação durante o parto.

Dois dados chamam muito atenção e reforçam a preocupação do Ministério da Saúde. A presença maior de mulheres infectadas pelo HIV do que homens na faixa etária de 13 a 19 anos de idade, além do aumento de novos casos entre jovens gays e nas jovens travestis.

Para o Ministério da Saúde existe uma geração jovem no País que não viveu a luta contra a AIDS há 20 anos. “Por isso temos que ter mais estratégias de comunicação e de mudança de atitude e ações direta para dialogar com esses jovens”, salientou Padilha.

Os dados mostram que 95% da população brasileira sabem que a melhor forma de impedir a transmissão do HIV é o sexo seguro, é o uso da camisinha. Um dos focos da campanha do governo federal de prevenção da AIDS em 2011 será o público jovem feminino. “Toda a nossa ação busca ampliar a presença nas redes sociais, nos grandes eventos de concentração de jovens e festas”, revelou.

A meta do Ministério é eliminar a transmissão da gestante para o bebê. “Nós queremos chegar até 2015 com a meta estabelecida pela Organização Mundial de Saúde que é de menos de 1% de transmissão vertical”.

Portal do PT

Clique aqui abaixo para ouvir a íntegra da entrevista coletiva do ministro Alexandre Padilha. 

Leia também