Paim tenta acordo para garantir aumento para aposentados

:: Da redação21 de dezembro de 2011 18:11

Paim tenta acordo para garantir aumento para aposentados

:: Da redação21 de dezembro de 2011

Para garantir no Orçamento do ano que vem recursos necessários para o aumento dos valores recebidos por aposentados e pensionistas que ganham acima do salário mínimo, o senador Paulo Paim (PT-RS) afirmou que vai tentar construir um acordo com o governo ainda na tarde desta quarta-feira (21/12). Vários aposentados e pensionistas, que lotaram a Comissão Mista de Planos, Orçamentos Públicos e Fiscalização (CMO), manifestaram contrariedade à perspectiva de o pleito não ser atendido. A reunião da CMO prevista para começar às 14h30 foi suspensa e os trabalhos serão retomados às 17 horas – a expectativa é votar hoje o relatório ao Projeto de Lei do Orçamento Anual (PLOA).

“Acho que dificilmente vai entrar no Orçamento a emenda prevendo aumento para os aposentados. Nós, assim mesmo, vamos ter uma reunião para construir um acordo. Se não houver acordo vai ter que ser no voto. E, no voto, vai ter verificação de quórum e aí eu não sei se haverá quórum para votar o Orçamento amanhã”, afirmou.

Segundo Paim, deixar para votar no começo do ano que vem o reajuste dos valores das aposentadorias e dos pensionistas não será bom para ninguém, porque vai mostrar uma falta de condição de o Congresso Nacional votar a peça orçamentária e discutir um acordo. A pressão das emendas e dos projetos paroquiais, na opinião do senador, será muito maior no ano que vem e todos vão estar de olho nas eleições municipais. “O Executivo ficará administrando o Orçamento, mas eu diria que deixar para o ano que vem não será bom para ninguém”, disse.

Paim lembrou que ele e o deputado Paulinho (PDT-SP) apresentaram emenda ao relatório do Orçamento de 2012 garantindo o aumento, mas reconheceu que há dificuldade para votar um tema como esse. “Estamos brigando por uma causa que é dos aposentados e dos pensionistas. E me parece que o que eles (relator e negociadores do Orçamento) estão acertando é um pouco mais das emendas dos parlamentares, alguns projetos nacionais, e que dificilmente vai entrar a emenda dos aposentados no Orçamento do ano que vem”, enfatizou. 

Leia também