País cria quase meio milhão de empresas no primeiro trimestre do ano

:: Da redação27 de maio de 2013 20:14

País cria quase meio milhão de empresas no primeiro trimestre do ano

:: Da redação27 de maio de 2013

Das 429 mil empresa que abriram as portas no 1º trimestre do ano, 2/3 pertencem a microempreendedores individuais

 

O Brasil passou a contar, apenas no primeiro trimestre deste ano, com 428,7 mil novas empresas.  Desse universo, 65% são microempreendedores individuais. Os dados são parte de um levantamento da Serasa Experian. Entre as novas microempresas, a maior parte integra os setores de comércio de confecções em geral, seguido pelo ramo de serviços de higiene e embelezamento pessoal e de reparação e manutenção de prédios e instalações elétricas.

O Sudeste é a região onde ocorreu o maior número de empresas abertas durante o primeiro trimestre de 2013: 208.438 empresas, 49% do total. Em seguida aparece a Região Nordeste com 80.056 empresas (19% do total). Na Região Sul foram criadas 73.244 empresas nos primeiros três meses de 2013 (17% do total) e no Centro-Oeste surgiram 42.753 empresas (10% do total) durante o primeiro trimestre de 2013. Por fim, houve a criação de 24.250 (6% do total) empresas na Região Norte no primeiro trimestre deste ano.

É no setor de serviços que está a maior concentração do número de empresas criadas durante o primeiro trimestre de 2013: foram 252.118 empresas de serviços que abriram suas portas, representando 59% do total. Em seguida, foram abertas 135.180 empresas comerciais (32% do total) no acumulado dos três primeiros meses de 2013 e, no setor industrial, surgiram 34.100 empresas (8% do total) neste mesmo período. Ainda foram criadas 7.343 empresas de outros setores (setor primário, financeiro, terceiro setor, etc.) no primeiro trimestre deste ano.

Ao longo destes últimos quatro anos, tem crescido a participação das empresas de serviços no total de empresas que nascem no País. Esta participação aumentou 5 pontos percentuais entre o primeiro trimestre de 2010 (54% do total) e o primeiro trimestre de 2013 (59% do total).

Lei dos Microempreendedores
Desde a sua criação pela Lei Complementar 128/2008, a participação dos Microempreendedores Individuais (MEIs) tem crescido dentro do universo de novas empresas que nascem no País, respondendo hoje por quase 2/3 do total.

Para o levantamento do Nascimento de Empresas, foram consideradas a quantidade mensal de novas empresas registradas nas juntas comerciais de todas as Unidades Federativas do Brasil, bem como a apuração mensal dos CNPJs consultados pela primeira vez à base de dados da Serasa Experian.

Com informações da Serasa Experian e da Agência Brasil

Leia o material produzido pela Serasa Experian 

Leia mais:
Ipea: Bolsa Família não leva beneficiário à “preguiça”

Microempresas pedem fim da ‘substituição tributária’ e menos burocracia

Leia também