Para Aníbal Diniz, edição de Veja da semana distorce a verdade

“Veja tem se portado como uma adversária contumaz, criando toda sorte de dificuldade, tentando criar de todas as formas a chamada cortina de fumaça”.

:: Da redação18 de setembro de 2012 20:31

Para Aníbal Diniz, edição de Veja da semana distorce a verdade

:: Da redação18 de setembro de 2012

Da tribuna do Senado, na tarde desta terça-feira (18/09), o senador Aníbal Diniz (PT-AC), vice-presidente da Casa, rebateu a reportagem da revista Veja desta semana que tenta incriminar o ex-presidente Lula como “chefe” do mensalão. O senador Álvaro Dias (PSDB-PR), também em discurso, tentou, poucos minutos antes, utilizar os mesmos argumentos – mas não teve sucesso. (Veja o vídeo “Viana: pondo os pingos nos is”). A revista é uma histórica adversária do PT, lembrou o senador, apontando para “as inimagináveis maneiras” que a revista tem empregado para dificultar a ação do governo petista, inclusive maquiando a verdade.

“Veja tem se portado como uma adversária contumaz, criando toda sorte de dificuldade, tentando de todas as formas criar a chamada cortina de fumaça que impede as pessoas de enxergarem a verdade dos fatos e terem uma análise precisa dos acontecimentos”, afirmou o senador. E reforçou: as declarações “supostamente” obtidas do empresário Marcos Valério, para tentar colocar Lula na cadeira de réu do mensalão, não refletem a versão completa dos fatos. “Essa história passa ao largo de qualquer análise sobre o que aconteceu antes de 2005, mais precisamente em 1998, quando já havia uma prática muito mais elaborada e profissional, como disse com muita competência o senador Jorge Viana, vinda das hostes do PSDB mineiro.”

Na sua avaliação, uma das intenções da matéria, publicada justamente neste período eleitoral, é prejudicar o PT nas urnas. Entretanto, o senador se disse confiante, porque os feitos dos oito anos do superbem avaliado governo Lula não podem ser apagados. “O presidente Lula fez um governo de inclusão social, permitindo que mais de 30 milhões de pessoas que estavam abaixo da linha de pobreza ascendessem à condição de cidadão com possibilidade consumir no Brasil. Lula conseguiu fazer um governo que entrou para a história e será sempre lembrado positivamente por isso e não pela tentativa desesperada do PSDB de querer colocá-lo num patamar menor”, garantiu.

Leia a íntegra do pronunciamento de Aníbal Diniz (PT-AC).

Leia também