Para Pinheiro, investigações sobre rede Cachoeira devem ser aprofundadas

:: Da redação26 de junho de 2012 14:49

Para Pinheiro, investigações sobre rede Cachoeira devem ser aprofundadas

:: Da redação26 de junho de 2012

A expectativa do líder do PT é que o plenário do Senado aprove a cassação de Demóstenes

Encerrado a análise sobre a quebra de decoro do senador Demóstenes Torres (ex-DEM-GO) pelo Conselho de Ética, o líder do PT no Senado, Walter Pinheiro (BA), defende a conclusão do processo antes do encerramento do recesso parlamentar, em 17 de julho. “Minha expectativa é de que no plenário mantenha a mesa decisão pela cassação do senador Demóstenes, mesmo que não seja por unanimidade, como ocorreu no Conselho de Ética”, declarou o líder nesta terça-feira (26/06).

Pinheiro destacou que é essencial também investir na ampliação apurações e possíveis punições dos envolvidos com a rede criminosa do contraventor Carlos Augusto Ramos – o Carlinhos Cachoeira. “Se Demóstenes foi um dos braços no Legislativo da rede de Cachoeira, conforme gravações e material colhido pela Polícia Federal, não podemos reduzir nosso trabalho à cassação de senador. É preciso chegar à rede, bloquear os bens e identificar pessoas ligadas ao contraventor, que lesaram o erário público”, afirmou.

Relatório do senador Humberto Costa (PT-PE), aprovado no Conselho de Ética, revelou que o senador Demóstenes fazia parte da rede criminosa montada pelo contraventor Cachoeira com ramificações no Judiciário, Legislativo, em Executivos estaduais e junto a empresas privadas.

O líder do PT voltou a defender o voto aberto nas votações de cassação de mandatos parlamentares. “Tentamos, antes da semana do São João, dar andamento aos projetos que tramitam na Casa para abertura do voto. O eleitor que escolheu os senadores tem o direito de saber como vota seu parlamentar. No momento em que aprovamos no Senado, a Lei de Acesso à Informação, é importante publicizar os votos dos parlamentares”, disse.

 Com informações do site do senador Walter Pinheiro

Leia mais:

Unânime, Conselho de Ética aprova cassação de Demóstenes

Aliviado, Humberto espera apenas que se faça justiça

“É o seu passado que o condena”, diz Humberto ao pedir a cassação

Leia também