Para Wellington, apesar dos prejuízos, Rio + 20 não foi um fracasso

:: Da redação20 de junho de 2012 21:13

Para Wellington, apesar dos prejuízos, Rio + 20 não foi um fracasso

:: Da redação20 de junho de 2012

O senador destacou avanço no tratamento das questões ambientais com foco social e econômico, e a definição de padrões de consumo.

O senador Wellington Dias (PT-PI) afirmou, nesta quarta-feira (20/06), que a crise mundial não é apenas econômica. Ela é ambiental e social também. Baseado nisso, o senador considerou um avanço os debates realizados  na Conferência das Nações Unidas pelo Meio Ambiente, a Rio + 20.

Na noite de terça-feira (19/06), Wellington se reuniu com os senadores, que também participaram da Conferência, para avaliar o documento final da Rio + 20. Na opinião dele, o evento não pode ser considerado um fracasso. “O documento final foi prejudicado nos avanços em relação a Rio 92 por conta da crise mundial, que é econômica, mas também social e ambiental”, observou.

A expectativa, segundo ele, era sair da Rio+20 com a criação de um conselho de desenvolvimento sustentável ou social ou mesmo uma agência que, após o evento, pudesse ter forças para as etapas seguintes. “Não foi decidido assim. Aliás, apesar de muita insistência do Brasil e da Noruega, a ideia foi rejeitada. Mas foi criado um grupo representativo de todos os continentes, que funcionará como um fórum executivo a tomar decisões e, quem sabe, apresentar uma proposta mais avançada após a Rio+20”,  avaliou o senador.

Para Wellington, algumas coisas ainda precisam ser esclarecidas, como o próprio conceito de economia verde. No plenário do Senado, o senador destacou os pontos que ele considera como avanços, como o principio intergeracional, um compromisso de todos com as gerações futuras. Outro avanço consolidado, segundo ele, é o tratamento das questões ambientais com foco social e econômico, e a definição de padrões de consumo.  “É uma novidade com a qual o mundo terá de conviver: quais os limites do desenvolvimento para que ele seja realmente sustentável?”, questionou o senador.

Wellington Dias participou também de eventos paralelos referentes às pautas indígenas, quando foi referendada a carta elaborada pelas representações indígenas, reunidos na Kari-oca – uma aldeia organizada na Colônia Juliano Moreira, em Jacarepaguá, que será entregue, ainda esta semana, aos líderes mundiais. Cerca de 20 etnias indígenas, de toda a América do Sul, estão representados por cerca de 600 índios.

Foto: Agência Senado 

 
Leia mais:

Wellington referenda carta dos índios na Rio +20

Leia também